Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jorginho aceita vaias, mas pede paciência à torcida do Figueirense

Após primeiro tempo ruim, treinador não foi poupado pelos torcedores, que pediram a volta de Márcio Goiano

Gazeta Esportiva |

Jorginho comandou sua primeira partida no Orlando Scarpelli sob vaias e xingamentos. Irritada com o desempenho da equipe no primeiro tempo, a torcida do Figueirense não perdoou o novo treinador e chegou a ensaiar coro pelo antecessor, Márcio Goiano.

A reação dos torcedores, porém, não abalou Jorginho, que ainda pôde comemorar a vitória, após os gols de João Paulo e Dudu. O treinador declarou que a torcida tem o direito de se expressar nas arquibancadas e ainda pediu tempo e paciência para seu trabalho dar resultado.

"Peço paciência e tempo para trabalhar. O estádio é o local de extravasar e eu entendo a reação da torcida. É claro que fiquei triste com a situação, mas sou uma cara que luta e nunca desiste. Vou vencer aqui", disse Jorginho.

O treinador assumiu a equipe após um momento conturbado pela demissão de Márcio Goiano em função da perda do título do primeiro turno para o Criciúma, e, antes deste domingo, contabilizava apenas dois empates contra Joinville e Brusque.

Apesar da revolta da torcida, o Figueirense é o vice-líder do returno e, dois pontos atrás da Chapecoense, tem a chance de assumir a liderança na próxima rodada, quando visita o Concórdia, nesta quarta-feira.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG