Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jorginho aceita limitações e encaminha renovação com a Portuguesa

Técnico deixou claro que ainda está conversando e deu a entender que sua vontade é ficar no Canindé

Gazeta |

Futura Press
O técnico Jorginho estreou com vitória na Portuguesa, mas o time não levou a vaga
A novela envolvendo a renovação contratual do técnico Jorginho, que deu à Portuguesa o primeiro título nacional da história do clube - o Campeonato Brasileiro da Série B - está chegando perto de sua reta final já que, mesmo sem contato com a diretoria desde sábado, ele garantiu que está perto de permanecer para a próxima temporada.

Contratado no final de fevereiro para substituir Sérgio Guedes, Jorginho veio com a marca de ter sido ídolo do clube como jogador na década de 80, e conquistou ainda mais a torcida fazendo com que a Portuguesa jogasse o eficiente futebol que a fez ficar conhecida pelo apelido de 'Barcelusa', em referência ao poderoso time espanhol, que disputa o Mundial de Clubes em dezembro.

Leia também: Duelo entre Portuguesa e Duque é adiantado para sexta-feira

O treinador viu o último sábado, dia da vitória sobre o Vila Nova por 3 a 1, como decisivo para a renovação, o que acabou não acontecendo. Ainda sem uma definição, Jorginho dá a entender que sua vontade é ficar na Portuguesa. "Está mais encaminhado o acerto do que a saída, mas ainda estamos conversando. Até sábado de manhã, estava um pouquinho mais (para renovar), à tarde um pouquinho menos. Depois disso, pegamos esses dias de feriado para descanso. A conversa será retomada amanhã e assim vamos levando até o final", comentou o treinador, à "Rádio Globo".

Um dos objetivos de Jorginho para acertar a renovação contratual é uma melhoria estrutural da Portuguesa, que também não pode perder o elenco para a disputa do Campeonato Paulista e da Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro em 2012. O comandante da campeã da Série B quer que outros jogadores sejam agregados ao projeto.

"Eu gostaria que pelo menos 99% dos atletas que estão aí fiquem, e que venham outros para ajudar. Mas não posso exigir nada porque o clube tem as suas limitações, e hoje a Portuguesa não tem condições de ter jogadores como o Ronaldinho Gaúcho. Então, precisa de bons atletas com disposição e qualidade para jogar. Quando aceito contrato, aceito também as limitações e sei quais são as da Portuguesa. O que não pode é dar um passo maior que a perna, senão vai acontecer o que estava acontecendo", concluiu o treinador, consciente de que a Portuguesa precisa manter a filosofia de trabalho para manter os bons resultados em 2012.

Leia tudo sobre: Portuguesasérie b 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG