Atacante diminuiu pedida salarial e assinará novo vínculo com o clube até o final de 2014

O choro de Jorge Henrique por um aumento de salário que o colocaria no patamar dos jogadores mais bem pagos do elenco do Corinthians não deu certo. Nesta sexta-feira, após reunião entre a diretoria do clube e o empresário do jogador, Roberto Gomes, ficou definida a renovação de contrato do atacante por mais três temporadas. Ao invés dos R$ 300 mil mensais pedidos pelo jogador que hoje recebe cerca de R$ 150 mil, o clube pagará em torno de R$ 190 mil ao atleta que defende o Corinthians desde 2009. Diretoria e jogador divergiam quanto a valores.

Jorge Henrique está no seu terceiro ano no Corinthians
Futura Press
Jorge Henrique está no seu terceiro ano no Corinthians

Siga o Twitter do Corinthians no iG Esporte

Jorge Henrique não vive boa fase no Corinthians, mas a diretoria reconhece o valor do jogador que foi fundamental nas boas campanhas do Corinthians nos dois últimos anos. Ele marcou gols decisivos na final da Copa do Brasil de 2009 e teve participação importante no Brasileirão de 2010, quando o Corinthians terminou em terceiro lugar.

Entre na torcida virtual do Corinthians e convide seus amigos

Neste ano, jogando a maioria dos jogos fora de posição por uma necessidade de Tite, Jorge Henrique marcou apenas um gol em 20 jogos. Em 2009 foram 10 tentos e 56 partidas e em 2010 sua média foi melhor ainda: 10 gols em 49 jogos.

“É importante para o Corinthians, já identificado com toda história que tem. É importante essa renovação”, disse o técnico Tite, que até pode antecipar o retorno de Jorge ao gramados. Lesionado, seu retorno estava previsto para 15 dias.

“Estou muito feliz com o desfecho. Todos sabiam que eu queria ficar e ser reconhecido. Como havia dito, não estava pedindo nada fora do normal para renovar e o presidente Andrés Sanches, o gerente de futebol Edu Gaspar e o diretor de futebol Duílio Monteiro reconheceram isso. Sou grato a eles. Agradeço também o carinho da torcida corintiana, que pediu muito para que eu permanecesse no clube e isso, certamente, pesou”, disse Jorge Henrique por meio de sua assessoria de imprensa

“Acho que já faço parte, ainda que pouco, da história desse clube e agora quero ter uma identificação ainda maior com essa torcida”, completou. Roberto Gomes, procurador do atleta, foi quem o representou na reunião com os dirigentes paulistas. “Prorrogamos o contrato por mais três anos e tenho certeza que todos deixaram a reunião satisfeitos”, contou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.