Tamanho do texto

Holandês já tinha acertado acordo verbalmente, mas mesmo assim sua permanência estava pendente

O holandês Johan Cruyff, um dos grandes nomes do futebol mundial na década de 70 e ex-técnico do Barcelona , continuará à frente da seleção da Catalunha por mais um ano, ter assinado o acordo que já havia acertado verbalmente com o presidente da federação de futebol local, Andreu Subies, há duas semanas.

A continuidade de Cruyff estava pendente depois que o presidente anterior, Jordi Casals, teve que deixar a instituição após uma renúncia em massa de seus diretores e após desistir das eleições, que foi vencida por Subies.

A Catalunha deverá realizar em breve uma apresentação pública dos treinadores de todas as categorias, mas Cruyff ainda não tem presença confirmada no evento, que ainda não tem data para acontecer. O que está programado é uma nova reunião entre Subies e o técnico para a semana que vem, com a ideia de programar a próxima partida da equipe.

A Catalunha não é reconhecida pela Fifa, e, oficialmente, só pode disputar torneios da Federação Espanhola de Futebol, como seleção autônoma. Em âmbito internacional, ela só está autorizada a jogar amistosos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.