Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Jogo do desespero" testa popularidade de Messi na Argentina

Astro do Barcelona é questionado na Argentina por falta de resultados com a seleção, que enfrenta Costa Rica nesta segunda

Paulo Passos, enviado iG a Córdoba |

Getty Images
Astro do Barcelona saiu de campo vaiado após empate com a Colômbia
Idolatrado no mundo, questionado em casa. Assim vive o atual melhor jogador de futebol do planeta, Lionel Messi. Na última quinta-feira, após o empate sem gols com a Colômbia, o astro do Barcelona passou por uma situação inédita na carreira: foi vaiada pela torcida. Nesta segunda, ele testará sua popularidade em Córdoba, onde a Argentina precisa vencer a Costa Rica, às 21h45, para se classificar às quartas de final da Copa América .

“Não sei se a culpa é dele, mas é verdade que Messi ainda não jogou o que sabe na seleção”, afirma o comerciante Aldo Bermudez, em frente ao hotel onde a delegação da Argentina está concentrada em Córdoba. “Sinceramente, acho precipitado dizer que ele é o melhor do mundo. Nunca fez gols em Copa. Para ser o número um tem que vencer um Mundial”, argumenta o funcionário público Jorge Fernandez, que estará no estádio Mario Kempes, local da partida.

As criticas a Messi preocupam o técnico da seleção argentina, Sergio Batista, e até mesmo o treinador da Costa Rica, Ricardo La Volpe, rival nesta segunda-feira. “Riquelme já deixou a seleção por isso. Agora parem de incomodar o Messi”, afirmou La Volpe, que é argentino e, inclusive, foi campeão mundial em 1978 como goleiro.

Até mesmo o fato de Messi não cantar o hino nacional antes dos jogos virou motivo para críticas de jornalistas locais e torcedores. “Temos que cuidar dele. É o melhor jogador do mundo e está conosco”, defendeu Batista.

Apesar das críticas e das desconfianças, alguns torcedores fazem questão de apoiar o camisa 10 da Argentina. “Perdão. Eles não sabem o que dizem”, era o que está escrito em uma faixa estendida em frente ao hotel, onde a seleção argentina se concentra em Córdoba.

“Levaremos ela para o estádio. É um absurdo o que estão fazendo com Messi”, afirmou Jorge Guitierrez, responsável pela confecção da faixa.

Paulo Passos
Torcedores em Córdoba pedem perdão a Messi pelas vaias na última quinta-feira

 

Leia tudo sobre: ArgentinaCopa América 2011Messi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG