Tamanho do texto

Defensor ainda exaltou Milton Cruz e acha que o próximo treinador terá que ser experiente

Rhodolfo em ação contra Rivaldo no treino
Vipcomm
Rhodolfo em ação contra Rivaldo no treino
O triunfo sobre o Cuzeiro por 2 a 1 , no Morumbi, foi importante para trazer de volta a confiança ao São Paulo , que voltou aos treinamentos nesta terça-feira em clima de paz e tranquilidade . Apesar de ter afastado um pouco a crise, o zagueiro Rhodolfo sabe que o time precisa manter o rendimento mostrado contra os mineiros, já que a pressão de jogar na equipe paulista sempre vai existir.

Siga o iG São Paulo no Twitter

"Jogar no São Paulo já é uma pressão. Às vezes a gente está bem, ai vem a crise. Sempre temos que pensar no próximo jogo, o campeonato é longo e vamos tentar ganhar o máximo de pontos fora de casa. Tem dias que a gente não está legal. Se dois ou três jogadores não estão tão bem, isso prejudica. Temos que entrar bem animado nos jogos", avaliou o camisa 4.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Rhodolfo exaltou o trabalho de Milton Cruz à frente do elenco e revelou que o relacionamento do técnico interino com os atletas é essencial para o bom ambiente. "O Milton demonstrou que sempre quando entra como técnico ele vai bem, ouve os jogadores. Ele pergunta como os atletas gostam de jogar, o grupo escuta ele e isso é muito benéfico. Ele dá a liberdade para falar com ele. A gente pode dar nossa opinião para ajudar o São Paulo", contou.

Milton Cruz, porém, sabe que voltará a ser auxiliar em breve, uma vez que a diretoria busca um novo treinador para ocupar a vaga do demitido Paulo César Carpegiani. Rhodolfo disse que os jogadores ficam ansiosos com a indefinição e avalia que o treinador que chegar terá que ser experiente para segurar a pressão no clube,

"A gente fica ansioso pra saber quem vem, a gente conversa bastante. Pelo fato do São Paulo ser tão grande, tem que ser um treinador de nome, um que dê a cara para bater. E a diretoria vai contratar o melhor nome", comentou.

Questionado sobre a atuação de Rivaldo no último final de semana, o defensor contou que o experiente camisa 10 é importante parao grupo, mesmo quando não vinha atuando. "Rivaldo é um exemplo dentro e fora de campo. Até quando não atuava ele ajudava muito, temos muitos garotos e ele é fundamental. Era uma opção do Carpegiani deixar ele de fora, mas ele mostrou que vamos precisar muito dele nesse ano", finalizou.