Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores 'falam demais' na eliminação do Guarani

Treinador Vilson Tadei não gostou das declarações dos jogadores na saída de campo após o empate em casa

Gazeta Esportiva |

Após o empate, em casa, por 2 a 2 com o Horizonte-CE, os jogadores do Guarani saíram de campo criticando duramente a atuação da equipe no jogo da eliminação da Copa do Brasil. Os comentários irritaram o técnico Vilson Tadei.

Ainda no calor da partida, o zagueiro Aílson declarou: "A gente perde gol lá na frente, depois toma contra-ataque bobo, nós vacilamos feio. Tem que aprender cedo e tomar vergonha na cara".

Já o goleiro Emerson foi mais sutil e até sugeriu que os jogadores evitassem conversar no vestiário. "Tem que ter mais brio. Se não for assim, fica difícil. A nossa vida é feita de decisão e precisamos entrar em campo com vontade de vencer. Amanhã a gente senta e conversa. Hoje não tem que fazer nada mais", disse o arqueiro.

O treinador reconheceu que a equipe perdeu muitos gols, mas repreendeu as declarações dos jogadores. "Eles têm que mostrar atitude dentro de campo. Mal de jogador é falar na saída de campo. A entrevista coletiva foi criada justamente para eles falarem depois de uns 15 minutos, de banho tomado. Aí, acabam fazendo essas colocações, más colocações. Nessas horas tem que preservar o companheiro", disse Tadei.

Renovações

Aílson e Emerson renovaram nesta semana o contrato com a equipe de Campinas. O goleiro ficará no clube até o final desta temporada, enquanto Aílson permanece na equipe até o final de 2012.

Leia tudo sobre: copa do brasil 2011guarani

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG