Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Vasco saem de campo extenuados

Felipe explica porque pediu para sair e afirma: "Em jogos como esse, não pode ficar ninguém meia-bomba"

Hilton Mattos e Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

A imagem dos jogadores do Vasco extenuados, caídos no gramado, nesta quarta-feira, em São Januário, mostrou o sacrifício do time para manter o placar de 1 a 0 sobre o Coritiba , no jogo de ida da final da Copa do Brasil.

Agora, um empate no Couto Pereira na próxima quarta-feira ou até mesmo uma derrota por um gol de diferença, desde que o time carioca faça pelo menos um, garante o título da competição.

“Conseguimos nosso primeiro objetivo que era não sofrer gols, e ainda fizemos um”, afirmou Felipe, revelando ter deixado o campo por cansaço. “Pedi para sair. Num jogo desses não pode ter ninguém meia-bomba em campo. Todo mundo precisa estar 100%. Temos uma pequena vantagem e vamos respeitar nosso adversário para conseguimos o título tão esperado”, emendou.

Nos últimos minutos, o Vasco sofreu uma grande pressão do Coritiba, que teve algumas chances de empatar o jogo. Mesmo assim, a torcida saiu do estádio fazendo festa com a vitória e na expectativa de voltar a comemorar a conquista de um título de elite, o que não acontece desde 2003, quando o clube foi campeão carioca.

“Os torcedores podem cantar vitória, a gente não. Temos uma batalha muito grande pela frente. Agora, é descansar bem para que tudo dê certo”, disse Bernardo, substituto de Eder Luis, que estava machucado. “Corri até o fim. Impedi um cruzamento do Léo Gago e depois ele ainda conseguiu cruzar. Mas nossa zaga tirou e garantiu a vitória”, comemorou.

Leia tudo sobre: VascoCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG