Dinei, Marcos Assunção e Luan afirmam que marcação do time carioca foi muito boa na derrota por 2 a 0

Os jogadores do Palmeiras preferiram não falar tanto em uma atuação ruim na derrota por 2 a 0 contra o Vasco nesta quinta-feira. Eles preferiram defender a forte marcação imposta pelos adversários e as boas defesas do goleiro Fernando Prass.

Luan, por exemplo, se contentou ao explicar que o Palmeiras não soube sair do sistema imposto pelo time carioca em São Januário.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias do seu time em tempo real

“O time deles soube marcar bem o nosso time e não soubemos sair. No primeiro tempo, a gente estava atacante, no segundo também fomos bem, mas eles souberam marcar muito”, afirmou o jogador que atuou com a camisa 11 nesta quinta-feira.

“Temos que arrumar alguma solução para ganhar os jogos. Não acho que a bola sempre passa no meu pé, mas eu tento fazer as coisas certas. Tento colocar os atacantes na cara do gol, mas os adversários estão marcando bem. Vamos fazer de tudo para ganhar no jogo de volta”, afirmou Marcos Assunção, um dos poucos atletas que devem ficar livre de críticas da torcida.

Dinei, que entrou no 2º tempo e chegou a marcar um gol que foi anulado, foi um pouco mais crítico e criticou a apatia de seus companheiros.

Coloque seu time em 1º lugar no ranking da Torcida Virtual do iG Esporte

“Não jogamos bem hoje, equipe entrou apática e temos que trabalhar. Agora é Brasileirão e temos que melhorar para não jogar que nem hoje. Eu sempre entro para ajudar a equipe, tive uma oportunidade e o Fernando Prass fez uma excelente defesa, mas quem decide é o Felipão”, completou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.