Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Inter relatam dificuldade de marcar o Barcelona

Após derrota nos pênaltis, volante Tinga diz que agora entende porque é tão complicado marcar os espanhóis

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

É bem verdade que não era o time completo do Barcelona. Apenas três titulares começaram o jogo contra o Inter, mas os campeões europeus mantiveram sua característica: posse de bola e toques rápidos. O Inter acabou encontrando dificuldades para acertar a marcação e perdeu para o Barça nos pênaltis, após empate de 2 a 2 no tempo normal.

“A gente ficava olhando Champions League e comentava porque que os marcadores não chegavam neles. Mas eles não ficam com a bola, é a cultura deles, desde as categorias de base. Qualquer jogador que entra acaba fazendo isso. Tivemos um grande aprendizado”, disse o volante Tinga.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O clube espanhol não teve cinco jogadores, que seguem de férias, porque estavam na Copa América: Messi, Mascherano, Gabriel Milito, Daniel Alves e Adriano. Xavi, Puyol e Piqué ficaram de fora fazendo tratamento médico. O atacante Aléxis Sanchez, contratado no início da semana, também foi desfalque.

“Eles tem essa ideia desde as categorias de base. Não muda o jogo quando trocam as peças”, comentou D´Alessandro.

Três titulares começaram o jogo diante do Inter: o goleiro Valdés, o volante Busquets, e o meia Iniesta. Os atacantes Pedro e Villa entraram na segunda etapa.

“Eles fazem linha de quatro atrás, o atacante tem que ficar esperto. O futebol brasileiro é mais pegado”, completou Leandro Damião.

Veja a galeria de fotos de Barcelona x Inter:


 

Leia tudo sobre: InternacionalBarcelonaCopa Audi

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG