Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Grêmio recebem relatórios e vídeos sobre o Liverpool

Trabalho de análise do rival da pré-Libertadores, dia 26, já começou no Olímpico

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Quando os boleiros dizem que pouco conhecem o Liverpool, na verdade, estão escondendo o jogo. Desde a semana passada, a comissão técnica do Grêmio elaborou um relatório com informações e vídeos do adversário da pré-Libertadores. Em pen-drives, a síntese foi entregue aos jogadores para antecipar o trabalho de estudo do rival. A conclusão: o time gaúcho terá pela frente um típico representante do futebol uruguaio.

Douglas, Jonas, Paulão e Victor, ao serem perguntados sobre o concorrente pelo direito de ingressar no Grupo 2 do torneio continental, apelaram para o chavão de aguardar orientações do técnico Renato Gaúcho. O zagueiro Rafael Marques foi o único a admitir:

“Vi gravações dos jogos deles. Precisamos trabalhar forte, às vezes abdicar um pouco de sair com a esposa, ficar mais em casa, para conseguir chegar à fase de grupos.”

Mas como este material é produzido? E qual a análise feita sobre o Liverpool? O iG visitou a Central de Dados Digitais do Grêmio (CDD), setor responsável por analisar os atletas gremistas, os que defendem os adversários e os que podem reforçar a turma de Renato. O trabalho é impressionante.

Coordenado por Thiago Duarte, formado em educação física, com mestrado em Portugal, o projeto consiste em abastecer a comissão técnica com análise do desempenho do Grêmio e seus rivais. À direção, é entregue um relatório com os atletas brasileiros em atividades que possam virar reforços.

“Tentamos caracterizar os jogadores. Serve para aprimorar o nosso time e revelar a qualidade ou fraqueza de quem nos enfrenta”, explica Thiago, que tem a ajuda dos analistas de desempenho Thiago Grinchpum e Lucas Oliveira, este à serviço da Seleção no Sul-Americano Sub-20, no Peru.

Ao dissecar o comportamento dos boleiros, o CDD auxilia nos treinamentos. Não é à toa que Thiago é auxiliar de Renato. Outra função dele é observar os rivais do Grêmio.

Com o Liverpool, a tarefa não foi fácil. Não há muito material disponível da equipe de Montevidéu. Porém, depois de analisar três jogos do Liverpool, Thiago repassou uma síntese do que viu a Renato e aos auxiliares Alexandre Mendes e Roger Marques.

Só então, em pen-drives, o material chegou aos jogadores. A riqueza é tanta que ele informa, por exemplo, não apenas a quantidade de escanteios, mas quais as jogadas ensaiadas neste fundamento pelo rival.

“Os jogadores uruguaios são qualificados e inteligentes. Não teremos facilidades”, disse Thiago evitando revelar detalhes do Liverpool.

É certo que o Grêmio terá pela frente um confronto de força e garra, algo típico dos uruguaios. A média de idade é do Liverpool é de 25 anos e o destaque, de acordo com a imprensa uruguaia, é o zagueiro Juan Alvez.

A ideia do CDD ganhou força no Olímpico nos últimos anos. Em 2008, o projeto era de responsabilidade de Rafael Vieira, que depois foi levado por Mano Menezes para o Corinthians, e posteriormente para a Seleção. Se o Grêmio superar o Liverpool haverá mais trabalho com Oriente Petrolero (Bolívia), Junior Barranquilla (Colômbia) e León de Huánuco (Peru), rivais do Grupo 2.
 

Leia tudo sobre: GrêmioLiverpoolLibertadores

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG