Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Flu são obrigados a correr para o vestiário

Atletas comemoravam a classificação quando foram 'atacados' pelos inconformados jogadores argentinos

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Os jogadores do Fluminense, que ganharam na bola, sequer puderam comemorar a vitória por 4 a 2 sobre o Argentinos Jrs. e a consequente classificação milagrosa na Libertadores. Isso porque, assim que o colombiano Wilmar Roldán apitou o fim do jogo, o estádio Diego Armando Maradona virou um verdadeiro campo de guerra.

Inconformados com a derrota e a eliminação, os argentinos partiram para violência enquanto os brasileiro comemoravam. Conca, Edinho e o segurança do clube Sílvio se defenderam como puderam dos chutes e socos do argentinos. Além da briga dentro de campo, os torcedores dos Argentinos Juniors jogavam objetos no gramado. Até cadeira voou.

O episódio em Buenos Aires lembrou a semifinal da Sul-Americana de 2009, contra o Cerro Porteño, quando o Fluminense eliminou os paraguaios no Maracanã. Coincidentemente, o técnico do Cerro era o argentino Pedro Troglio, o mesmo do Argentinos Juniors.

Escoltados por alguns pouco policiais, os jogadores tricolores deixaram o gramado às pressas.. A expectativa agora é de mais uma festa no Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro nesta quinta-feira, no desembarque tricolor no Rio de Janeiro, marcado para as 15h10.

AP
Jogadores do Fluminense precisam de escolta para chegar ao vestiário
 

Leia tudo sobre: Copa Libertadores 2011Fluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG