Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Cruzeiro minimizam excesso de jogos

Jogo com o Tolima será o quinto que a equipe vai realizar desde o dia 16 de fevereiro

Gazeta |

Dando sequência a maratona de jogos que vem realizando nos últimos 19 dias, o Cruzeiro tem compromisso marcado para a próxima quarta-feira, às 19h30, no estádio Manuel Toro, em Ibagué, na Colômbia, contra o Deportes Tolima. Este será ao quinto jogo em um curto espaço de tempo que a Raposa terá que realizar. A equipe vem de duelos contra Estudiantes-ARG, Ipatinga, Guaraní-PAR e América-TO, a maratona começou no dia 16 de fevereiro e termina nesta quarta-feira. 

O armador Roger não vê problemas e atuar a cada três ou quatro dias, praticamente sem descanso. Segundo ele, o Cruzeiro possui profissionais e aparelhos que ajudam no controle do cansaço dos atletas. Dessa forma, a comissão técnica consegue ter o controle sobre a real condição de cada jogador para entrar campo.

"Eu acho que hoje em dia temos profissionais que trabalham na retaguarda, como a gente diz, os preparadores físicos, fisiologistas, que têm aparelhos suficientes para saber aqueles jogadores que podem dar sequência, e aqueles que precisam dar uma segurada. Nada é feito de ouvido hoje em dia. O Cruzeiro, como um clube muito organizado que é, tem os aparelhos para diagnosticar aqueles que podem jogar e aqueles que precisam descansar. Em cima disso, o Cuca escala equipe dentro do que ele tem de melhor", declarou Roger.

Outro atleta que também não vê nada de mais em jogar várias partidas seguidas é o volante Marquinhos Paraná. Para o jogador o que acaba desgastando os atletas são as viagens, principalmente aquelas que são mais longas, combinadas com o pouco tempo entre os jogos. Até chegar a Ibagué, na Colômbia, por exemplo, o Cruzeiro vai demorar cerca de nove horas.

"Acho que o que mais cansa são as viagens. Às vezes tem um voo de conexão, você tem que ficar duas ou três horas no aeroporto esperando. Isso é o que mais cansa. Na questão dos jogos, acho que hoje em dia os clubes estão muito mais preparados, com alimentação e aparelhagem necessárias para recuperar os atletas em tempo hábil para poder jogar. Para nós não tem muito mistério", disse Marquinhos Paraná.

Após a partida desta quarta-feira, em Ibagué, na Colômbia, pela Libertadores, o Cruzeiro terá um descanso e só voltará a campo uma semana depois, na quarta-feira, dia 9 de março, quando vai até Juiz de Fora enfrentar o Tupi, pelo Estadual.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG