Campo da Arena do Condá estava longe do ideal e atletas usaram isso como desculpa

Os jogadores do Cruzeiro encontraram uma desculpa "comum" ao final da partida contra a Chapecoense, em Santa Catarina . Segundo os atletas, o gramado da Arena do Condá é o grande culpado pela fraca partida tecnicamente da equipe celeste.

Leia o relato da partida entre Chapecoense x Cruzeiro

O atacante Wellington Paulista rasgou o verbo contra o gramado. "Campo horrível, não tem condições de jogar bola nesse campo. Tentamos vencer, mas conseguimos o empate. Sabíamos que seria difícil pelo campo, com a bola quicando e escorregando muito", analisou o atacante cruzeirense.

O centroavante Walter , que entrou na segunda etapa e empatou o jogo, é outro que reclamou. "Os jogadores que temos são de qualidade, carregam a bola. Sentem muito em um campo desse. Sabíamos que seria difícil por causa do campo. Importante sair com o empate e não com a derrota", declarou.

O estilo de jogo aguerrido do volante Leandro Guerreiro acabou se sobressaindo em um gramado pesado como o da Arena do Condá. Apesar disso, o jogador concorda com os companheiros. "Fizemos de tudo nesse péssimo gramado. Tentamos tabela, o que é difícil nesse gramado. Um estádio maravilhoso e onde o pessoal tem que investir que é o gramado eles não investem. Jogo de bola aérea, tomamos um gol assim. Mas o resultado com um gol fora de casa vale muito", concluiu Guerreiro.

Entre para a torcida virtual do Cruzeiro e comente o empate com a Chapeconese

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.