Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores do Atlético-MG não sabem explicar momento ruim do time

Com apenas uma vitória nas últimas quatro partidas, atleticanos se apegam ao trabalho para uma reação

Victor Martins, iG Belo Horizonte* |

Apesar do respeito declarado ao Grêmio Prudente, a meta do Atlético-MG era voltar do interior de São Paulo com a classificação garantida ou pelo menos bem encaminhada. Além da derrota por 2 a 1, o time jogou mal mais uma vez e coloca em risco o principal objetivo do primeiro semestre, que é vencer a Copa do Brasil. Diante de mais uma apresentação ruim, faltam palavras aos jogadores do Atlético-MG.

Questionados os motivos para um queda tão brusca, de 100% de aproveitamento no começo da temporada, para somente uma vitória nas últimas quatro partidas, cada atleta aponta para uma explicação, mas sempre sem ter certeza. A única fala em comum é o trabalho, somente assim para o time deixar a fase ruim.

“É difícil explicar o que acontece. Parece que os jogadores entraram desligados. É complicado explicar, precisamos é trabalhar para reverter essa situação. Não tem outra forma”, disse o atacante Ricardo Bueno, que teve o discurso reforçado pelo volante Serginho.

“Fizemos um começo de temporada no Mineiro muito bom, mas nosso ritmo caiu um pouco, precisamos conversar para corrigirmos dentro de campo, nos treinamentos, para que não tenhamos mais dificuldades nas partidas e possamos fazer uma boa Copa do Brasil”.

Para o meia Ricardinho, a saída está dentro do próprio elenco. Somente com qualidade que o time vai conseguir melhorar os resultados do Atlético-MG em 2011: “Foi somente a segunda derrota do ano, mas as últimas apresentações foram abaixo, por isso os últimos resultados não aconteceram. Temos que procurar reverter isso com qualidade”.

Futura Press
Lance do jogo entre Atlético-MG e Grêmio Prudente, pela segunda fase da Copa do Brasil

Leia tudo sobre: Atlético-MGCopa do Brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG