Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores da seleção culpam o desentrosamento pelo mau futebol

Com a ausência dos atletas qua atuam na Europa, Mano escalou seis jogadores que estrearam pelo Brasil

iG São Paulo |

AFP
Ronaldinho Gaúcho era outro astro presente em campo contra a Argentina
Ainda no gramado, os jogadores da seleção brasileira culparam o desentrosamento para a atuação ruim e o empate sem gol contra a Argentina, na noite desta quarta-feira, em Córdoba. Foi o primeiro jogo do torneio Superclássico das Américas, reedição da Copa Roca, e que terá volta dia 28 de setembro, em Belém: Quem ganhar fica com a taça e novo empate leva a decisão para os pênaltis.

“É complicado, todo mundo sabia que seria difícil porque esses jogadores nunca atuaram juntos. Mas tem mais um jogo, nós podemos melhorar e vencer”, disse Ronaldinho Gaúcho. Foram seis jogadores que estrearam pelo Brasil: Jefferson, Danilo, Dedé, Rever, Paulinho e Renato Abreu.

Mano Menezes até tentou suprir a falta de entrosamento, escalando Renato Abreu e Ronaldinho, companheiros no Flamengo, e a dupla de volantes do Corinthians Ralf e Paulinho. Os argentinos, porém, tinham seis jogadores do Velez Sarsfield e mostraram melhor entrosamento o jogo todo.

“O desentrosamento atrapalhou, sim. Treinamos poucos dias, é pouco tempo”, disse o volante Paulinho que fez sua estréia com a camisa da seleção brasileira.

Neymar e Oscar destoaram um pouco do discurso de time sem entrosamento e acharam até que o Brasil jogou bem. “Jogamos duas bolas na trave. Acho que o Brasil merecia vencer”, disse Oscar.

“Precisamos um pouco mais de velocidade, mas acho que o time conseguiu crias boas chances”, disse o santista.


 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG