Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Jogadores contam que dá prazer hoje vestir a camisa do Vasco

Carinho da torcida e ambiente alegre no dia a dia e nos momentos que antecedem o jogo contagiam o grupo

Hilton Mattos, iG Rio de Janeiro |

O Vasco é hoje, no Rio, o time da moda. Exagero ou não, o fato é que dá gosto vestir a camisa a cruzmaltina neste momento. Se o mês de janeiro foi marcado por vexames históricos, a guinada que o time deu com a chegada de Ricardo Gomes tem orgulhado os jogadores.

Não apenas a vitória tem sido o momento mais marcante ultimamente. O dia a dia nos treinos, as brincadeiras nas viagens e os momentos que antecedem as partidas têm contagiado o elenco.

“Nossa alegria está em entrar em campo para aquecer e ver a torcida ali gritando nosso nome, pedindo a vitória, nos incentivando”, conta o atacante Eder Luis.

Quando a maré está boa, a semana de treinos, livre de cobranças, ajuda o trabalho. Sem preocupação, o dia rende mais e o grupo assimila melhor as instruções do técnico Ricardo Gomes.

“O mais importante é o seu dia a dia.Quando você não vence, você não treina bem, você não rende. Hoje, o grupo tem a cabeça tranquila, treina em paz e isso a gente leva para o campo”, observa ainda o atacante.

Antes de a bola rolar, o sentimento que toca os jogadores desde a concentração, passando pelo ônibus que leva o time para o está até a chegada a São Januário é um misto de descontração e apreensão. O goleiro Fernando Prass conta que o grupo reconhece que o torcedor tem sido um diferencial.

“Conversamos no vestiário outro dia: a nossa torcida vem jogando muito com a gente. O time vai bem, ela comparece, lota o estádio e transmite confiança para quem está dentro de campo nos momentos mais difíceis”, disse Prass.
 

Leia tudo sobre: vascoeder luis

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG