Tamanho do texto

Yosniel Mesa afirmou ter premeditado deserção. Ele afirmou que busca uma carreira como atleta profissional, algo impossível em seu país

Um jogador da seleção de Cuba abandonou o elenco que disputou a Copa Ouro da Concacaf (Confederação de Futebol das Américas do Norte, Central e Caribe) nos Estados Unidos. Yosniel Mesa, de 30 anos, fugiu do hotel onde estava concentrado e anunciou em entrevista ao canal Univision que pretende seguir carreira no país norte-americano.

Mesa afirmou que planejou a deserção antes do início da disputa. Antes da derrota cubana por 5 a 0 para o México na última quinta-feira, o jogador escapou pela escada de incêndio e entrou em um carro conduzido por seus familiares. Ele disse que irá buscar uma carreira como futebolista profissional, algo “impossível em Cuba”.

Para evitar suspeitas e outros comentários, a comissão técnica de Cuba havia listado o nome de Mesa como lesionado para o jogo do último domingo, derrota por 6 a 1 para El Salvador. Sem pontuar, a participação cubana no torneio está encerrada – também perdeu por 5 a 0 para Costa Rica.

Esta não é a primeira vez que um atleta do país deserta durante a disputa da Copa Ouro. Em 2007, Lester More e Osvaldo Alonso abandonaram a equipe. No comando à época e ainda treinador cubano, Raul Gonzalez disse que “era um homem do futebol e não discutia políticas”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.