Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Joel Santana minimiza vaias e diz que está acostumado com pressão

Treinador foi xingado pela torcida do Botafogo, mesmo após a equipe vencer o River-SE nos pênaltis

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A vitória do Botafogo sobre o River Plate-SE, nos pênaltis, não aliviou a ira de parte da torcida contra o técnico Joel Santana. Mesmo depois de eliminar o adversário sergipano na noite desta quarta-feira, no estádio Engenhão, o treinador botafoguense foi xingado. Ele garantiu que está acostumado com a pressão sofrida em grandes clubes, apesar de lamentar as vaias.

"Eu acho que o treinador tem que estar preparado para o bom e o mau momento, agora o que foi criado nessa semana, eu nunca vi. É chato pelo esforço que o clube faz. O Botafogo tem procurado cumprir com todas as situações, é um lugar com estrutura para trabalhar. Mas se nós, que dirigimos, não tivermos tranquilidade para equilibrar as coisas, fica difícil. São mais de 30 anos de carreira, se cada grito que derem, a gente for se esconder debaixo da mesa, não dá", declarou o treinador.

Além do treinador, o presidente Maurício Assumpção, e o vice de futebol, André Silva, também foram vaiados por uma parte da arquibancada. Mesmo com os xingamentos, o treinador destacou que está feliz no comando do Botafogo e elogiou a vontade dos jogadores na partida desta quarta-feira.

"Saio daqui com um sentimento de alegria, de agradecimento com os torcedores que vieram ajudar, com o comprometimento dos jogadores. Isso satisfaz qualquer jogador, às vezes a coisa não sai como planejamos, mas demos o melhor de si. Acho que a gente poderia até ter conquistado a vitória no tempo normal. Agora é bola pra frente, no sábado já tem mais uma batalha", disse Joel Santana.

Leia tudo sobre: botafogocopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG