Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Joel Santana diz que levaria o Botafogo às semifinais do Carioca

Treinador, que foi campeão estadual em 2010, também minimizou a troca de farpas com o atacante Caio

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

No dia 18 de abril de 2010, o Botafogo conquistava o título do Campeonato Carioca com o técnico Joel Santana, após três vice-campeonatos seguidos para o Flamengo. Exatamente um ano depois, a equipe carioca amarga a eliminação precoce na Taça Rio sob o comando de Caio Júnior. Ainda desempregado, o técnico Joel Santana comentou a queda no campeonato estadual e declarou que se ainda estivesse no comando, o resultado seria diferente.

Siga o iG Botafogo no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

"Se no ano passado chegamos do jeito que chegamos, imagine com um ano e quatro meses de trabalho? Iria chegar com um último curinga, como fiz em 2010. Não tiraria apenas um coelho da cartola, mas até dois (risos). Realmente é um dia muito difícil, com certeza nós chegaríamos lá. As equipes do Rio ainda estão em formação. Mesmo o Botafogo não fazendo grandes exibições, o time tinha um jeito, uma forma e uma mania. Se deu certo no ano passado, por que não daria agora?", disse o ex-treinador do Botafogo, em entrevista à Rádio Globo.

Apesar da confiança, Joel Santana não acredita que o discurso soe como provocação ao trabalho do técnico Caio Júnior. Para o ex-comandante, ele apenas tinha vantagem por já conhecer o elenco. "Não quero entrar em detalhes, em respeito ao outro profissional. Mas conhecia muito o time do Botafogo, passei 14 meses de felicidade. Então tudo que aconteceu no Botafogo, só tenho que agradecer ao presidente, aos jogadores, aos torcedores. Mas tínhamos algumas coisas preparadas, sabia o que ia fazer para essa fase decisiva"

Além disso, Joel Santana também tocou em outro tema que gerou repercussão após sua saída. O treinador e o atacante Caio se desentenderam, e o jogador chegou a se desculpar pelo mal entendido com o ex-comandante. Joel minimizou a polêmica e elogiou o 'talismã' botafoguense.

"É um jogador com potencial muito grande, muito rápido e bom finalizador, mas não sei porque ele não quis mais colaborar. Apesar de algumas divergências, eu gosto desse rapaz, gosto do jogador e torço muito por ele. Quando foi meu filho, ele esteve muito bem, foi o talismã e deu certo. Mérito dele, não meu. Mas ele é jovem, ainda vai aprender, vai pensar as coisas que aconteceram", disse o atacante Caio.

Leia tudo sobre: botafogocampeonato carioca 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG