Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Joel quer cinco vitórias do Flamengo após concentração em Macaé

Após Boavista e Duque de Caxias, time fará dois jogos pela Libertadores e clássico contra o Fluminense

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Gazeta Press
Joel Santana planeja cinco vitórias consecutivas no Fla
Joel Santana abusou do bom humor para explicar a semana de treinamentos em Macaé, onde o Flamengo encara o Boavista nesta quarta e o Duque de Caxias, no domingo. Ele explicou que a opção tem por objetivo evitar o desgaste em um momento no qual o time terá cinco jogos importantes.

Leia mais: Luxa volta a falar sobre Fla e R10: “Foi uma coisa muito feia”

Além das duas primeiras rodadas da Taça Rio, no dia 8 o Flamengo enfrenta o Emelec, no Engenhão, pela Libertadores, para em seguida pegar o Fluminense, campeão da Taça Guanabara e, na semana seguinte, o Olímpia, também pela competição sul-americana. Segundo Joel, se o Flamengo vencer todos os jogos, estará com o "curinga bailando".

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

"O objetivo é muito claro. Vamos fazer dois jogos seguidos. Ir e voltar duas vezes, gasto, alimentação, descanso, isso tudo estamos levando em consideração. Achamos a forma menos complicada de fazer. Estaremos com os jogadores 24h, concentrar quem está machucado, está tudo ali pertinho, a gente tem de trabalhar da maneira mais correta. Acredito que não haja nenhum problema. É muito simples de ser entendido. Teremos 15 dias difíceis, vamos jogar duas fora, partida de Libertadores, depois Fluminense, depois o Olímpia.Então, está mais do que explicado. Convenci você também?", brincou o técnico.

Confira ainda: Flamengo inicia venda de pacote de ingressos para Libertadores

Joel não perdeu o sorriso até quando a pergunta foi mais "salgadinha", como costuma dizer. Indagado se tomaria a mesma decisão de concentrar a equipe em Macaé se Ronaldinho Gaúcho não estivesse com a seleção brasileira, já que o camisa 10 não é simpático à concentração, ele respondeu:

"Não vamos levar na palma da mão, as coisas têm de ser feitas da forma que todo mundo vê que é o certo. Não vejo nada demais nisso, nada de diferente. O Ronaldo, como é uma pessoa inteligente, acredito que concordaria. A gente não quer prender jogador, a gente quer o certo", disse.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG