Pelo Brasileiro, em São Januário, Cruzeiro vence com tranquilidade o atual campeão da Copa do Brasil

Joel Santana provou mesmo que conhece bem o futebol carioca e, em especial, o Vasco . Na noite desta quarta-feira, o Cruzeiro , sob a batuta do treinador, derrotou o ex-clube por 3 a 0, gols de Leandro Guerreiro, Montillo e Roger, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado muda o ânimo da equipe mineira, que agora soma dois triunfos na competição e pula para nove pontos.

Já o Vasco decepcionou sua torcida, presente ao estádio para ver, pela primeira vez, os campeões da Copa do Brasil. Entre eles, ninguém menos que Juninho Pernambucano, Philippe Coutinho e Bernardo. Desde o primeiro jogo da final do torneio nacional dia 1º de junho, diante do Coritiba, o Vasco não entrava com sua força máxima. Os dois times voltam a jogar somente na quarta, dia 6. O Cruzeiro recebe o Grêmio, enquanto os vascaínos vão a São Paulo enfrentar o Corinthians.

null

O jogo
O jogo começou equilibrado, com as duas equipes criando jogadas de perigo e explorando os lados do campo. O Cruzeiro ainda tinha a habilidade de Montillo no meio. O Vasco contava com Felipe, mas eram as laterais as áreas mais exploradas. Eder Luis era a principal arma vascaína nos contra-ataques. E foi de seus pés que saíram a primeira grande oportunidade no primeiro tempo. Depois de driblar o goleiro, ele chutou cruzado, rasteiro, mas a bola foi torta.

Em outra jogada de perigo, Fágner carregou pela direita e cruzou para a chegada de Alecsandro, mas Gil cortou, afastando o perigo. Eder Luis mostrou que estava com apetite. Depois de se livrar de dois zagueiros na entrada da área, o atacante chutou para a defesa de Fábio. No rebote, Alecsandro tentou concluir, mas foi desarmado.

Wallyson teve uma boa oportunidade aos 32. Após receber lançamento pela direita, o atacante do Cruzeiro invadiu a área e chutou rasteiro. Fernando Prass, bem posicionado no poste esquerdo, atirou-se para fazer a defesa. Apesar da vontade das duas equipes, o jogo caiu de produção e se tornou sonolento.

No segundo tempo, a história foi a mesma. O Vasco apostava nas jogadas pelo lado do campo. Quando insistia pelo meio, Diego Souza era parado pela defesa adversária. O camisa 10 cruzmaltino rabiscava, tentava resolver sozinho, mas era interceptado. Alecsandro teve até uma chance, mas se enrolou com a bola na área e acabou caindo. E assim o Cruzeiro se mantinha atento aos contra-ataques.

Ironicamente, o era dia de cariocas aprontarem para cima do Vasco. Após escanteio cobrado pela direita, Leandro Guerreiro, ex-Botafogo, subiu sozinho para, de cabeça, abrir a contagem, aos 8 minutos, acertando o canto esquerdo de Fernando Prass.

A torcida do Vasco, impaciente, passou a pedir Elton. E Ricardo Gomes não pensou duas vezes. Aliás, promoveu também a entrada de Ramon. Com isso, saíram Alecsandro e Márcio Careca. Bernardo, xodó da torcida, ficou impedido de jogar por questões contratuais, pois seus direitos pertencem ao clube mineiro.

Na base da pressão, o Vasco foi para o tudo ou nada. Aos 37, Elton, de cabeça, sobe com estilo e tenta o empate. Mas Fábio fez bela defesa impedindo o empate. E a noite era mesmo de Montillo. Aos 44, ele driblou Dedé e tocou na saída de Prass: 2 a 0. Teve tempo ainda para mais um. Após marcar o gol, Montillo deu lugar a Roger, que, mal entrou, pediu para cobrar pênalti cometido por Dedé. O meia cobrou e fez 3 a 0.

Joel Santana começa bem seu trabalho no Cruzeiro
Milton Trajano
Joel Santana começa bem seu trabalho no Cruzeiro

FICHA TÉCNICA - VASCO 0 X 3 CRUZEIRO
Local
: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data : 29 de junho de 2011
Horário : 19h30 (de Brasília)
Árbitro : Arílson Bispo da Anunciação (BA)
Auxiliares : Alessandro Rocha de Mattos (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)

GOLS: Cruzeiro - Leandro Guerreiro, aos 8 minutos do segundo tempo; Montillo, aos 44; Roger, aos 47

CARTÕES AMARELOS : Victor, Thiago Ribeiro, Marquinhos Paraná, Márcio Careca, Wallyson

VASCO : Fernando Prass, Fágner, Dedé, Anderson Martins e Márcio Careca (Ramon); Rômulo, Eduardo Costa, Felipe e Diego Souza; Alecsandro (Elton) e Eder Luis
Técnico : Ricardo Gomes

CRUZEIRO : Fábio; Vítor, Gil, Naldo e Diego Renan; Fabrício, Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná e Montillo (Roger); Thiago Ribeiro e Wallyson
Técnico : Joel Santana

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.