Volante por pouco não deixou o clube em 2011, mas ficou e se transformou em homem de confiança

O volante João Vítor teve um 2011 para esquecer no Palmeiras . No Paulistão, ele desperdiçou o pênalti que acabou eliminando o time alviverde na semi contra o Corinthians . Depois, em meio à crise palmeirense no Brasileirão, brigou com torcedores e por pouco não deixou o clube. Mas, com o ano novo, veio vida nova na equipe. O camisa 16 superou os traumas da temporada passada e tornou-se homem de confiança e "talismã" de Luiz Felipe Scolari . O meio-campista vem sendo presença constante nos últimos jogos e está conquistando seu espaço aos poucos.

EM PAZ: Mesmo após brigas, João Vítor diz que torce pela Mancha Verde no carnaval

"O Palmeiras é um time grande e todo jogador quer estar aqui. Depois de tudo o que aconteceu no ano passado, passei a correr em dobro e a mostrar muita força de vontade", disse João Vítor, que marcou seu primeiro gol em 2012 na vitória sobre o Guaratinguetá , na última sexta. "Fazer um gol é sempre especial, dá moral, melhora a auto-estima. Fiquei muito feliz pelo gol, foi importante, mas não quer dizer que eu vá fazer gol todo jogo. Sei que minha primeira função é marcar e fechar o meio-campo", completou.

MAGO: Preparador físico pede calma e não confirma Valdivia no clássico

O volante tem entrado geralmente no decorrer dos jogos para segurar o placar a favor do Palmeiras. No entanto, tem até aparecido no ataque como elemento surpresa: "O Felipão sempre pede para eu entrar e fechar o meio-campo, mas estou sendo mais acionado por causa do esquema tático. Como a fase é boa, estou aparecendo mais. Dependendo do andamento da partida, posso aparecer como elemento surpresa lá na frente, como foi contra o Guaratinguetá", comentou.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Segundo dados do Footstats , João Vítor vem mostrando bons números na defesa. Ele desarma certo em 80% das vezes, e cometeu apenas cinco faltas nas seis partidas em que participou (média de 0,8 infrações por partida), levando somente um cartão amarelo. Ofensivamente, o maior destaque do volante são os passes: até agora, o jogador distribuiu 94 toques, 86 deles certos - um aproveitamento de 91,5%. Segundo Luiz Felipe Scolari, o meio-campista é um "talismã", pois quando está em campo, raramente o time alviverde sai derrotado.

João Vitor comemora seu primeiro gol no ano, marcado na vitória sobre o Guaratinguetá
AE
João Vitor comemora seu primeiro gol no ano, marcado na vitória sobre o Guaratinguetá
João Vítor tem contrato até o final do ano com o Palmeiras, e, apesar da confiança de Felipão, sabe que terá que trabalhar duro para conseguir renovar o vínculo: "Tenho que mostrar muito ainda para conseguir ficar mais tempo. Preciso continuar entrando, dando meu melhor e, se possível, ganhar títulos. Mais ainda tem muito tempo pelo frente, vou pensar nisso só mais para o fim do ano", afirmou.

Ajude o Palmeiras a aumentar sua torcida virtual

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.