Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

João Havelange piora e volta para UTI

Ex-presidente da Fifa foi internado no dia 18 de março, com quadro de forte infecção no tornozelo direito

iG São Paulo |

Internado há três semanas, o ex-presidente da Fifa, João Havelange , teve uma piora do seu quadro clínico e está em estado grave. Segundo o último boletim médico, o dirigente esportivo respira por aparelhos e voltou a ser encaminhado para a UTI do hospital Samaritano, no Rio de Janeiro. O ex-presidente da Fifa foi obrigado a receber ajuda cardiorrespiratória de aparelhos, assim que deu entrada na unidade coronariana.

Getty Images
Ex-mandatário da entidade máxima do futebol, João Havelange é atualmente presidente de honra da Fifa
“No momento, o paciente necessita de suporte de ventilação (respiratória e cardíaca), e faz uso de medicamentos para controlar a pressão arterial. O tratamento com antibióticos, por via venosa, segue em curso. Não há previsão de alta”, diz o último boletim médico divulgado pelo hospital.

Ex-atleta, João Havelange se tornou presidente da Confederação Brasileira de Desportos (CBD), em 1956. Em 1974, Havelange saiu da CBD. No mesmo ano, o dirigente foi eleito para presidir a Fifa, tendo exercido o cargo até 1998, quando foi substituído por Joseph Blatter.

No final do ano passado, Havelange renunciou ao seu cargo no Comitê Olímpico Internacional, alegando razões médicas, que não foram detalhadas. A renúncia ocorreu no mesmo momento em que enfrentava o risco de ser punido por supostamente ter recebido suborno da empresa de marketing ISL, que faliu e tinha acordos comerciais com a Fifa na década de 1990.

Veja a íntegra do último boletim médico de João Havelange:
João Havelange, 95 anos, permanece internado no Hospital Samaritano, em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Segundo o médico João Mansur Filho, depois de visita hoje, 09.04.12, o estado clínico do Presidente de Honra da Fifa é grave.

Durante a madrugada o paciente apresentou um quadro de insuficiência cardíaca e respiratória e precisou retornar à Unidade Coronariana.

No momento, o paciente necessita de suporte de ventilação (respiratória e cardíaca), e faz uso de medicamentos para controlar a pressão arterial.

O tratamento com antibióticos, por via venosa, segue em curso.

Não há previsão de alta.

João Mansur Filho
Cardiologista
Chefe da Unidade Coronariana do Hospital Samaritano – RJ

 

Leia tudo sobre: João HavelangeCopa 2014Fifa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG