Goleiro fez defesas difíceis e ainda pegou um pênalti, garantindo o empate por 1 a 1 contra o Bangu

Na noite em que o Botafogo estreou o volante uruguaio Arévalo Ríos, o lateral-esquerdo Márcio Azevedo e o meia Everton, quem roubou a cena foi Jefferson. Além de pegar um pênalti, o goleiro botafoguense fez várias defesas difíceis e garantiu o empate por 1 a 1 com o Bangu, nesta quarta-feira, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. Capitão na ausência de Marcelo Mattos, Loco Abreu marcou de pênalti para a equipe visitante. Abílio descontou para o Bangu no segundo tempo e garantiu a igualdade.

nullCom o empate, o Botafogo ainda não confirma sua classificação para a semifinal da Taça Guanabara, mas segue líder do Grupo B, com 13 pontos, podendo ser ultrapassado pelo Fluminense, que joga nesta quinta-feira. No próximo domingo, o Botafogo faz o clássico justamente contra o Fluminense, às 19h30, no estádio Engenhão. A partida deve decidir o primeiro colocado do grupo. Sonhando com a classificação, o Bangu recebe a Cabofriense, no sábado, às 17h, no estádio Moça Bonita.

O Jogo
O Bangu precisava vencer o Botafogo para seguir sonhando com a classificação. Por isso, a equipe mandante foi logo se lançando ao ataque nos primeiros minutos de jogo. Aos 3 minutos da primeira etapa, Thiago Galhardo lançou Leandro Costa na área. O atacante cruzou para o meio da área, Pipico se esticou, mas não conseguiu alcançar a bola.

Melhor no começo da partida o Bangu voltou a incomodar a defesa botafoguense. Aos 16, Leandro Costa invadiu a área pela esquerda, cortou a marcação de Antônio Carlos e chutou para ótima defesa de Jefferson. No rebote, Thiago Galhardo chutou firme e Jefferson espalmou novamente.

O Botafogo respondeu aos 17 minutos. Após cruzamento da direita, Loco Abreu cabeceou com perigo. No lance, o volante Joziel levou a pior e acabou deixando o gramado para estancar um sangramento na cabeça. Apesar da superioridade do Bangu, foi o Botafogo quem abriu o placar em Volta Redonda. Márcio Azevedo bateu falta da esquerda, Diego Padilha subiu com Loco Abreu e colocou a mão na bola. O árbitro Rodrigo Nunes marcou o pênalti e deu cartão amarelo para o zagueiro. O uruguaio cobrou rasteiro, no canto esquerdo, sem chance para o goleiro Thiago Leal.

Caio lamenta oportunidade perdida contra o Bangu
AE
Caio lamenta oportunidade perdida contra o Bangu
O gol diminuiu o ritmo das duas equipes, principalmente do Bangu, que não ameaçava mais o goleiro Jefferson com tanta frequência. O Botafogo também demonstrava dificuldade de entrosamento e não causava mais perigo, levando a vantagem mínima para o intervalo.

As equipes voltaram sem alterações, mas o Botafogo mudou o esquema tático. Joel Santana adiantou Fahel para o meio-campo, mudando a equipe do 3-5-2 para o 4-4-2. Apesar da mudança, o Bangu seguiu melhor na partida. Aos 19 da segunda etapa, China recebeu bom passe de Pipoco e chutou para Jefferson salvar mais uma boa oportunidade de gol.

Aos 17 minutos, o Bangu teve outra ótima chance a seu favor. Fabiano Silva tabelou, entrou na área e foi derrubado por Fahel. Na cobrança do pênalti, Jefferson voltou a brilhar e defendeu o chute de Pipoco. O técnico Joel Santana tentou responder colocando a equipe no ataque. Os atacantes Caio e Alex entrar no lugar de Renato Cajá e Herrera, respectivamente.

Mesmo inspirado, aos 32 minutos da segunda etapa, nem Jefferson conseguiu garantir a vitória. Após chutão para a área, a bola sobrou com Pipico, que bateu para defesa do goleiro botafoguense. No rebote, Abílio marcou o gol de empate do Bangu. No final da partida, Joel Santana ainda colocou o meia Everton no lugar de Fahel, que deixou o campo vaiado, mas o estreante não conseguiu dar a vitória para o Botafogo, que perdeu os 100% de aproveitamento no Campeonato Carioca.

FICHA TÉCNICA - BANGU 1 X 1 BOTAFOGO

Local: estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda (RJ)
Data: 2 de fevereiro de 2011
Horário: 19h30h (Brasília)
Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia e Rodrigo Figueiredo Henrique
Cartões amarelos: Diego Padilha, Joziel e Abílio (Bangu); Renato Cajá, Fahel, Somália e Caio (Botafogo)
Público: 5.635

GOLS:
BANGU:
Abílio, aos 32 minutos do segundo tempo
BOTAFOGO:
Loco Abreu, aos 25 minutos do primeiro tempo

BANGU: Thiago Leal; China (Gedeílson), Diego Padilha, Abílio e Fabiano Silva, Joziel, André Barreto, Thiago Galhardo (Allan Possato) e Ricardinho; Pipico e Leandro Costa (Charles Chad)
Técnico: Gabriel Vieira.

BOTAFOGO: Jefferson; João Filipe, Antônio Carlos e Fahel (Everton); Alessandro, Arévalo, Somália, Renato Cajá (Caio) e Márcio Azevedo; Herrera (Alex) e Loco Abreu.
Técnico: Joel Santana

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.