Tamanho do texto

A bola caiu nos pés de um menino. Infelizmente, ele não fez o gol. Poderia ter se consagrado, disse o técnico PC Gusmão

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860307146&_c_=MiGComponente_C

O jovem Jeferson Silva teve a grande chance de dar a vitória ao Vasco sobre o São Paulo, em São Januário. Nos acréscimos da partida, que terminou empatada por 1 a 1, o jogador ficou livre de marcação dentro da área adversária. Hesitou para chutar, tomou distância e finalmente bateu: por cima do gol.

Assista ao vídeo com entrevista de PC Gusmão

"A bola caiu nos pés de um menino. Infelizmente, ele não fez o gol. Poderia ter se consagrado. Mas já conversei com o Jeferson sobre isso. Temos que dar carinho ao jogador, pois ninguém mais do que ele queria fazer o gol. Errar faz parte", apoiou o técnico Paulo César Gusmão.

Como Jeferson Silva deixou o campo bastante abalado, sem conceder entrevistas, até os adversários se manifestaram para incentivar. "Ele é um jogador jovem. Na ânsia de fazer o gol, talvez tenha refugado um pouco. Acabou errando ao tentar a perfeição. Mas a torcida do Vasco sabe que ele tem futuro e vai apoiá-lo", comentou o polivalente Richarlyson, do São Paulo.

Para PC Gusmão, Jeferson Silva provará que está recuperado emocionalmente já nas três últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. "Ele vai ter mais experiência quando estiver nessa circunstância de novo", concluiu o técnico.