Em nota em seu site, meia do Fenerbahçe mostra indignação por ter seu nome ligado às investigações sobre corrupção

Depois de manter um longo silêncio sobre as polêmicas no futebol turco desde o fim da última temporada europeia , o meia Alex, do Fenerbahçe, se manifestou publicamente nesta sexta-feira, por meio de uma nota em seu site oficial. Ao ver um jornal relacionar seu nome às investigações sobre corrupção promovidas pelo Ministério Público do país, Alex não escondeu sua indignação.

Ao lado do uruguaio Lugano e dos outros companheiros de time, Alex desfila em ônibus em Istambul após conquista do título nacional
Reuters
Ao lado do uruguaio Lugano e dos outros companheiros de time, Alex desfila em ônibus em Istambul após conquista do título nacional

“Jamais vou permitir que coloquem meu nome em qualquer tipo de situação ilícita. Meu nome e meu caráter estão acima de qualquer desconfiança idiota e absurda levantada. Devolvo tudo que ganhei e me retiro do futebol no mesmo momento que alguém provar uma vírgula de participação minha em qualquer situação extra-campo”, afirmou o ex-palmeirense no texto.

Alex fez questão de explicar que só quebrou o silêncio justamente por ver seu nome diretamente ligado às suspeitas de corrupção. E que sua postura, antes disso, era de não comentar nenhum aspecto do futebol que não o estritamente esportivo, dentro de campo.

“Fui criado para ser jogador de futebol e resolver as coisas no gramado. Não falo de negociações, de política, com diretores de clube... falo somente de futebol!!! E de futebol jogado dentro de campo. Detesto, não participo, nunca participei e jamais vou me prostituir a esse ponto de entrar nos bastidores do futebol”, disse.

"A única participação que tive foi dentro do campo. Trabalhei como um louco, abdiquei de vários momentos pessoais, joguei com dores, fui no meu limite e por isso consegui marcar 28 gols e dar passes para outros tantos. E vi meus companheiros de time fazerem o mesmo", completou.

Ao lado do uruguaio Lugano e dos outros companheiros de time, Alex desfila em ônibus em Istambul após conquista do título nacional
Reuters
Ao lado do uruguaio Lugano e dos outros companheiros de time, Alex desfila em ônibus em Istambul após conquista do título nacional

Na nota, o brasileiro ainda reconhece que a temporada 2010-2011 foi uma das mais difíceis de sua carreira. Não à toa, seu nome esteve envolvido em diversas especulações sobre um suposto retorno ao Brasil. No entanto, uma conversa com o técnico Aykut Kocaman teria ajudado a mudar a situação, com o time reagindo e alcançando, mais uma vez, o título nacional e a vaga na Liga dos Campeões.

Leia mais sobre a crise no futebol turco:

Futebol da Turquia vive escândalo por esquema de apostas ilegais

Técnico do Besiktas é detido em meio a escândalo turco

Em meio a escândalo, Besiktas devolve Copa da Turquia

Turquia pede prisão do presidente do Fenerbahçe

Polícia da Turquia prende presidente do Trabzonspor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.