Tamanho do texto

Novo meia do São Paulo só deve estrear pelo novo clube em duas semanas e já se diz ambientado com o time paulista

Jadson correu nesta quinta-feira no CT do São Paulo
Divulgação
Jadson correu nesta quinta-feira no CT do São Paulo
Após dois dias de treino com o elenco do São Paulo , Jadson já se diz completamente à vontade no novo clube. Embora só deva estrear em duas semanas, prevê um sucesso dentro de campo com direito a passes para os principais jogadores de linha do grupo balançarem as redes.

Leia mais: Santos está perto de contratar Juan, do São Paulo

"Vai ser um prazer enorme vestir esta camisa 10 que já foi do Raí, um grande exemplo. Espero corresponder fazendo gols e dando assistências para o Luis [Fabiano ], Lucas...", comentou o meia, que conversou bastante exatamente com os dois atletas em seu primeiro contato com os novos colegas.

Veja ainda: Luis Fabiano deixa Reffis e já treina normalmente no São Paulo

O ex-jogador do Shakhtar Donetsk chegou da Ucrânia na madrugada de terça-feira e, na tarde do dia seguinte, conheceu pessoalmente Emerson Leão e seus atletas ao realizar exames físicos na concentração no Centro de Formação de Atletas em Cotia. À noite, foi se concentrar com o elenco no CCT da Barra Funda.

"Conheci Cotia e achei excelente. Já passei por outros CTs na minha carreira que são bons, mas nunca vi um igual a este do São Paulo . Aqui na Barra Funda também está sendo muito bom e espero corresponder a tudo isso", falou o reforço, que, na capital paulista, passou por testes e avaliações físicas em dois turnos nesta quinta-feira.

E mais: À espera do adeus de Ceni, São Paulo sonda goleiro da seleção Sub 20

O atleta, que custou 4 milhões de euros (R$ 9 milhões) e a cessão de 30% dos direitos econômicos de Wellington ao Shakhtar Donetsk, será oficialmente apresentado depois de passar por mais uma bateria de testes na manhã desta sexta-feira. O jogador será o modelo no lançamento da camisa que o clube usará neste início de temporada.

Antes de encarar as câmeras, já se diz entrosado com os colegas. "O pessoal é muito gente boa. Todos me recebem super bem, brincando e conversando comigo. Estou me sentindo em casa. É um grupo muito bom de trabalhar e acredito que as coisas vão fluir", comentou, ansioso para a estreia. "Espero treinar o mais rápido possível com o grupo e buscar meu espaço para estrear com a camisa do São Paulo ".