Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Isso é mentira, eu vou continuar no Fluminense", afirmou Souza

Meia desmente problemas de relacionamento, diz que vai continuar, mas admite insatisfação com a reserva

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

É verdade que a insatisfação de Souza já não passa mais despercebida no Fluminense . Sacado da equipe no intervalo do jogo contra o Nacional, em Montevidéu, pela Libertadores, o meia, que chegou 20 minutos atrasado no treino desta quarta, já manifestou publicamente seu descontentamento com a reserva. Porém, mesmo fora do jogo contra Libertad, quinta-feira, às 21h50, no Engenhão, pelas oitavas de final da Libertadores, o jogador desmentiu os boatos de que poderia deixar às Laranjeiras antes do término de seu contrato, que se encerra em 2012.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

“Isso é mentira, eu vou continuar no Fluminense. Tenho contrato até 2012, vou cumpri-lo até o final e não descarto encerrar a carreira aqui. Mas é claro que estou triste. Eu quero jogar. Disse ao Enderson que não concordo com a decisão dele, mas respeito e vou continuar trabalhando. Eu confio no meu futebol e pode ter certeza que até o fim do ano algum dirigente vai me procurar para renovar meu contrato”, afirmou, por telefone, o meia, que também desmentiu problemas de relacionamento com o elenco.

Photocamera
Souza não enfrentará o Libertad nesta quinta, mas desmentiu que pretende deixar o Fluminense

“Eu não faço parte de grupo nenhum. Eu falo com todo mundo no clube e me dou bem com todos. Nunca tive problemas em nenhum clube por onde passei”, assegurou.

No entanto, a vontade de permanecer nas Laranjeiras não esconde sua insatisfação. Sem entender o motivo de sequer ter sido relacionado para o jogo de ida contra o Libertad, o meia parece não aceitar muito as explicações dadas pelo técnico Enderson Moreira para justificar sua ausência.

“Não tem nada a ver com o aspecto disciplinar. O Souza é um grande jogador e comprometido com o processo. É uma questão técnica e tática. Contra o Libertad eu acho que precisamos de jogadores mais velozes e de infiltração e o Willians , Tartá , Araújo e Rodriguinho têm mais essas características”, explicou Enderson.

Para Souza, o verdadeiro motivo de sua ausência ocorreu durante a disputa de pênaltis contra o Flamengo, na semifinal da Taça Rio, quando pediu para não ser um dos cobradores.

“Eu não fui obrigado porque ninguém colocou uma arma na minha cabeça. Mas entrei faltando dois minutos, cobrei apenas dois laterais e disse que não queria bater porque estava frio. Fui sincero. Mas pediram para eu cobrar e eu cobrei. Não fujo da responsabilidade, já havia perdido antes e vou perder outros. Mas acho que essa foi a razão de eu não ter sido relacionado. Fico triste”, afirmou o jogador.

Leia tudo sobre: Copa Libertadores 2011FluminenseSouza

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG