Alessandro admite que pode conversar com empresário sobre futuro - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Irritado por críticas, D Alessandro admite que pode conversar com empresário sobre futuro

Jogador não gostou de reclamações por não ter dado entrevista depois da derrota para o Mazembe. River Plate tem interesse e meia diz que vai analisar futuro

Marcel Rizzo, enviado iG a Abu Dhabi |

DAlessandro desceu do ônibus que levou a delegação do Internacional para o treinamento, nesta quinta-feira à noite em Abu Dhabi (tarde no Brasil), e logo se dirigiu aos jornalistas, que esperavam os jogadores atrás de uma grade para a zona mista (quando todos passam por um corredor e fala quem quiser. Hoje eu falo.

Ele estava bravo porque, segundo o camisa 10, fizeram injustiça depois da derrota para o Mazembe, terça-feira, pela semifinal do Mundial de clubes. O meia deixou o estádio em Mohammed Bin Zayed sem dar entrevista. E foi criticado por isso.

Estava sem cabeça. Falaria besteira. Estava irritado porque acabou uma ilusão de que poderia ser campeão mundial. Mas quero lembrar que falo sim depois de derrotas. Falei na Copa do Brasil (2009), no Gauchão e em outras ocasiões, disse o jogador.

A lembrança da partida ainda o irrita, principalmente quando é questionado sobre sua atuação. Não vou falar individualmente. Isso falo com o técnico, com minha família e com a direção, se quiserem falar comigo. Não fiquei triste (com a atuação). Mas perdemos e não tem desculpa para o torcedor. Eles gastam muito dinheiro, viajam. Mas também tínhamos um sonho e não conseguimos vencer, disse.

Nesta quinta-feira, o jornal Olé, da Argentina, noticiou que o River Plate, clube que o lançou para o futebol, tem interesse em contratá-lo e juntou até dinheiro com investidores para concretizar o desejo. O contrato de DAle com o Inter vence em julho de 2012, mas pela primeira vez ele não cravou que vai permanecer.

Vou conversar com meu empresário, não posso falar do meu futuro agora. Quero vencer o jogo de sábado para melhorar um pouco esse fim de ano. Depois ter merecidas férias e resolver no começo do ano qualquer questão. Se o River Plate realmente chegar com uma boa oferta em dinheiro, a diretoria do Internacional pode liberá-lo sem questionamento.

O Inter enfrenta o Seongnam Chunma, da Coreia do Sul, neste sábado (12h de Brasília), pela disputa do terceiro lugar do Mundial de clubes. Na sequência, 15h de Brasília, a Inter de Milão encara o Mazembe, da República Democrática do Congo, na decisão do torneio.

Leia tudo sobre: internacionalmundial de clubes

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG