Tamanho do texto

Técnico do Palmeiras dá sinais de cansaço com oposição ao seu trabalho e abre mão de multa rescisória

A briga política nos bastidores do Palmeiras continua irritando o técnico Luiz Felipe Scolari . Nesta sexta-feira, o treinador demonstrou estar no limite da paciência e avisou que aceitaria conversar com a diretoria para acabar com a multa rescisória estipulada em seu contrato.

"Eu tenho multa, se eu pedir para sair ou se o Palmeiras me mandar embora. Mas faço questão de dizer que é uma multa de início de contrato. Chega a um determinado momento que você oferece ao clube a rescisão, para (a diretoria) ficar à vontade, como fiz em 98 ou 99. Se há pessoas que não gostam, por que vai ficar no clube? Falo que ficam livres amanhã, desde que eu também fique livre. Se houver essa aceitação, é fácil de trabalhar", afirmou.

Entre para a Torcida Virtual do Palmeiras e convide seus amigos

Nesta sexta, uma faixa foi estendida em frente à Academia de Futebol pedindo a saída do treinador, que ironizou o episódio. "Não me chateou, porque eu não vim ao CT pela manhã. Fiquei sabendo e deixei de comer umas três ameixas a mais por causa dessa faixa, estou até com dor de barriga horrível".

Felipão já avisou recentemente que sabe da existência de uma pessoa no Palmeiras com a intenção de tirá-lo do clube. Mais uma vez, o pentacampeão demonstrou um incômodo com o assunto, mas sem citar o nome do desafeto.

"De vez em quando, é um saco ver aí fora algumas pessoas que têm interesse e não ajudam. A gente tem de compor e ainda engolir. Mas no campo é ótimo, facílimo e espetacular", afirmou.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba noticias do time em tempo real

Apesar da clara insatisfação, o técnico avisou que tem a intenção de cumprir seu vínculo até o fim de 2012, mas aceita conversar agora sobre a mudança em seu contrato, tirando a multa. Na mudança, Felipão quer que fique estipulado também seu direito de sair sem pagar nada.

"É para que o Palmeiras não fique pensando no dinheiro que tem de me pagar. Da outra vez (na primeira passagem pelo clube), eu dei a oportunidade. Hoje, é a maior barbada, é só redigir. Já disse isso outras vezes também. Estou contente aqui. Se não estiver, eu não preciso, só me deem a mesma oportunidade", completou.

Felipão orienta Fernandão no treino
AE
Felipão orienta Fernandão no treino

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.