Tamanho do texto

Atletas não serão obrigados a apagarem seus perfis na Internet, mas não poderão mais falar sobre o ambiente de trabalho

O desabafo de Caio pelo Twitter , depois da vitória de sábado sobre o Olaria, não foi relevado no Botafogo . Em reunião na manhã desta segunda-feira, antes da reapresentação do elenco, a diretoria avisou que não irá mais tolerar comentários acerca do ambiente profissional nas redes sociais da Internet.

A restrição começa a valer por conta de um comentário infeliz do jovem atacante em sua conta no Twitter. Caio não gostou de ter sido substituído Lucas, no sábado, e ser deslocado em campo para marcar o lateral esquerdo adversário. Com palavras de a, mostrou irritação e disse que estava "chateado demais".

Procurado pela reportagem, o clube esclareceu, porém, que os atletas botafoguenses não serão obrigados a desativar as contas existentes no serviço micromensageiro, devendo apenas tomar o cuidado de não mais publicar comentários sobre o ambiente de trabalho a partir de agora.

Apesar do constrangimento, Caio (conhecido no Twitter como @canedo_caio) escreveu nesta segunda-feira que está "tudo em paz". O atacante não é o único do elenco no Twitter. Outro exemplo é o zagueiro Márcio Rosário.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.