Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Irmão de Jorge Babu quer tornar Muricy 'persona non grata' no Rio

Elton Babu, do PT, irmão de político e ex-policial acusado de ligação com milícias, protocola moção de repúdio contra o técnico

iG, Rio de Janeiro |

Campeão brasileiro pelo Fluminense em 2010, o paulista Muricy Ramalho se tornaria cidadão honorário do Rio de Janeiro. O treinador seria condecorado pelo vereador Elton Babu com a medalha Pedro Ernesto, maior honraria da Câmara de Vereadores. Porém, o político do PT, torcedor do Fluminense, e irmão de Jorge Babu (PTN), político e ex-policial civil que está em liberdade mas já foi condenado por formação de quadrilha armada (integraria uma das milícias do estado), não gostou da maneira como Muricy deixou o clube e, agora, pretende tornar o técnico “persona non grata” na cidade.

A honraria pela conquista do título brasileiro com o Fluminense, em 2010 não se restringe apenas ao técnico. Nascido na Argentina, Conca também estéa na pauta de homenagens. Mas, ao contrário de Muricy Ramalho, a homenagem ao camisa 11 está mantida e deve acontecer em breve.

Photocamera
Muricy e Conca nos tempos em que trabalhavam juntos no Fluminense

A mudança de planos ocorreu assim que o técnico disparou contra a instituição, quando criticou o gramado e reclamou da presença de ratos no vestiário do clube. Estava tudo programado para o técnico ser homenageado, mas, revoltado, o vereador protocolou, nesta terça-feira, uma moção de repúdio a Muricy Ramalho, com o apoio de parlamentares “rivais”, torcedores de Botafogo, Flamengo e Vasco.

O pedido para a entrega da medalha foi feito na Câmara dos Vereadores por Elton Babu em dezembro, assim que o Fluminense conquistou o tricampeonato brasileiro. Mas as declarações do ex-treinador mudaram o cenário, e a votação para torná-lo “persona non grata” deverá ocorrer até o fim da semana. 

Leia tudo sobre: FluminenseMuricy ramalho

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG