Empresário e irmão de Ganso, Júlio Chagas, declarou que foi o clube que o procurou para agendar reunião

O irmão e empresário de Paulo Henrique Ganso, Júlio Chagas, apontou um equívoco na nota oficial divulgada pelo Santos no inicio da noite da última terça-feira. O comunicado diz que o irmão do jogador pediu para o clube agendar uma reunião entre as duas partes (Santos e Ganso) para retomar as negociações. Porém, o fato foi negado pelo representante do meia.

“Não é verdade o que está escrito na nota oficial do Santos, dizendo que eu pedi uma reunião para a próxima semana. Eles que me ligaram por volta das 13h (de Brasília) pedindo uma reunião, depois que o Ganso concedeu a entrevista. Eu disse que daria uma resposta, mas quero deixar claro que não liguei ou pedi para marcar nenhuma reunião”, afirmou Chagas.

O Santos divulgou a nota oficial para responder as criticas feitas pelo meia Paulo Henrique Ganso, que reclamou que não foi valorizado pelos dirigentes santistas, e pediu um aumento salarial, em entrevista coletiva, na última terça-feira, no CT Rei Pelé.

“O clube, inclusive e a pedido de seu irmão, está agendando uma reunião para a próxima semana com os seus familiares para dar seguimento aos entendimentos de alterações no Projeto de Carreira do atleta, à vista do interesse comum do Santos FC e de Paulo Henrique Ganso”, cita o comunicado, assinado pelo presidente do Santos, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.