Jogador de 31 anos coleciona uma série de contusões que quase fez o atleta abandonar a carreira

Apesar de ter apenas 31 anos, Michael Owen já passou por diversas situações complicadas em sua carreira. Longe de ser jovem ou velho demais para jogar futebol, o atleta coleciona um histórico de lesões sérias, que quase encerraram a carreira do jogador antes do prazo.

Entretanto, mesmo com todas estas adversidades, o inglês descartou qualquer chance de se aposentar e disse estar motivado para continuar atuando no Campeonato Inglês. "Eu tenho apenas 31 anos. Acredito que tenho muitas temporadas pela frente ainda. Eu amo jogar futebol e como você não pode amar isso quando joga pelo Manchester United?", disse o atacante.

Destaque da seleção inglesa na Copa do Mundo de 1998, o atacante está se recuperando de uma lesão na coxa esquerda e ainda não tem previsão para retornar ao Manchester United. Diante da nova lesão, Owen destacou o experiente Ryan Giggs como um exemplo a ser seguido e revelou que se sente motivado ao ver o galês de 37 anos jogando futebol sem limitações. "É muito bom ver exemplos como Giggs, que segue atuando mesmo tendo passado dos 30 anos", afirmou Owen.

Na vice-liderança do Campeonato Inglês, o Manchester United segue torcendo por um tropeço de seu maior rival, o City, para conseguir se reaproximar da primeira colocação da competição. O time possui 26 pontos e enfrentará o Swansea City, fora de casa, na próxima rodada.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.