iG - Internet Group

iBest

brTurbo

29/11 - 09:28

Robinho acusa Real Madrid de tratá-lo como mercadoria
O jogador Robinho, do Manchester City, acusou o Real Madrid de tratá-lo como uma mercadoria, em entrevista publicada hoje pelo tablóide britânico "Daily Express", na qual nega que tenha migrado para o time inglês apenas por dinheiro.

EFE

À publicação, Robinho contou que sua relação com o Real Madrid ficou péssima quando descobriu que pensavam em utilizá-lo como moeda de troca na eventual ontratação do jogador português Cristiano Ronaldo: "As coisas não acabaram bem para mim em Madri porque os diretores não conduziram as coisas da maneira correta".

"Eles fizeram com que a situação ficasse muito incômoda para mim", disse o jogador, cuja equipe joga contra o Manchester United neste final de semana.

Na entrevista, Robinho, de 24 anos, reconhece que, "no mundo do futebol, tudo pode acontecer e tudo pode mudar em um minuto". Mas ressalta que tem consciência de seu potencial e que, por isso, "não deveria ter sido tratado como moeda de troca".

"No final, senti que me menosprezaram. Como um jogador pode se sentir quando descobre que o usaram como isca para uma troca?", questionou o atacante, que garante não estar ressentido com Cristiano Ronaldo, merecedor do prêmio de melhor jogador do mundo na última temporada, segundo disse.

Hoje, os dois jogadores se enfrentam no campo do Manchester City, mas, antes mesmo do encontro, o brasileiro já alertou o português, que nunca escondeu seu desejo de jogar no Real Madrid, de que os diretores do clube espanhol "sempre olham para seus próprios interesses".

"Quando querem um jogador, fazem tudo o que podem, mas como eu mesmo pude comprovar, podem não estar tão interessados assim no ano seguinte", disse Robinho ao "Daily Express".

Pelo fracasso nas negociações para que fosse para o Chelsea, o brasileiro responsabilizou tanto o Real Madrid como o próprio time inglês.

Para Robinho, o time espanhol teve culpa porque, no fundo, não o queria jogando em um potencial adversário na Liga dos Campeões. Já o Chelsea pôs tudo a perder ao divulgar uma foto sua com a camiseta do clube antes de qualquer negócio ser fechado definitivamente.

Na entrevista, o brasileiro acrescenta que, felizmente, no último dia para transferências, o Manchester City lhe fez uma oferta.

"Foi uma oferta muito boa para mim, para minha família e, conseqüentemente, para o Real Madrid", que lucrou 40 milhões de euros com a transferência.

Robinho admitiu ao tablóide britânico que ganha 160 mil libras (193 mil euros) por semana, mas negou que tenha ido para a Inglaterra só pelo dinheiro, certo de que, a médio prazo, o Manchester City pode se tornar um dos clubes de ponta do Campeonato Inglês.

"Quando os jogadores brasileiros deixam o Brasil, é claro que é para melhorar de vida, mas a razão pela qual vim para o Manchester City não foi só o dinheiro. Se fosse só por isso, teria ido para outro lugar. Tinha ofertas da Arábia Saudita e do Japão, onde poderia ter ganhado dinheiro", declarou o jogador.

O atacante também expressou seu desejo de que Kaká, do Milan, jogue com ele no Manchester City, como querem os diretores do clube.

Além disso, afirmou que a "única coisa" que tem em mente "é continuar por muitos anos" no clube inglês e jogar a Liga dos Campeões. EFE fpb/wr/sc

Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo