Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ex-jogador do Boca Juniors dá vitória no superclássico ao River

Vitória no Monumental de Nuñez põe fim a um jejum de três anos sem vitória do River Plate sobre o rival Boca Juniors

Gazeta Esportiva |

Já sem grandes aspirações no Torneio Apertura do Campeonato Argentino, River Plate e Boca Juniors agitaram Buenos Aires nesta terça-feira. No encerramento da 14ª rodada da competição nacional, o River fez valer o mando de campo no estádio Monumental de Nuñez e venceu por 1 a 0, com um gol de Maidana, ex-jogador do Boca.

A vitória  fez justiça ao melhor futebol apresentado pelo time e à belíssima festa protagonizada pelos torcedores, que estrearam um enorme bandeirão nas arquibancadas do Monumental e ficaram com o grito de gol entalado na garganta durante todo o primeiro tempo, já que o River não conseguiu transformar seu domínio em gol.



O astro Juan Roman Riquelme, que está voltando aos gramados após recuperar-se de cirurgia no joelho, pediu para sair. Sumido na etapa inicial, o meio-campista pediu substituição ao técnico Claudio Borghi desde o começo da partida, mas acabou substituído por Cristian Chávez apenas no intervalo.

Logo aos oito minutos do segundo tempo, Maidana aproveitou bobeira da zaga e marcou de cabeça, definindo a partida. Apesar da empolgação dos torcedores na arquibancada, o jogo seguiu morno a partir daí. Sem impor grande pressão, o Boca Juniors acabou sendo derrotado pelo rival pela primeira vez em três temporadas.

Com o resultado, o time da casa subiu para a oitava colocação no Apertura, com 21 pontos. Já o Boca continua em 15º, com apenas 17. Os clubes mais tradicionais do país não devem disputar a próxima edição da Copa Libertadores - a exemplo de 2010 -, já que Velez e Estudiantes, líderes da competição, têm 30 pontos. Ao River, cabe ainda melhorar sua média de pontos nas últimas três temporadas para não correr o risco de rebaixamento.

 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG