Recém-chegado no Barcelona, atacante brasileiro contou com a ajuda do craque argentino para se soltar e deslanchar na equipe do clube catalão

Neymar e Messi atuaram juntos pelo Barcelona
Reprodução
Neymar e Messi atuaram juntos pelo Barcelona

Em 2013, Neymar deixou o Santos rumo ao Barcelona para jogar ao lado de grandes nomes do futebol mundial e do icônico Lionel Messi. Na Espanha , apesar de ter sido recebido com bastante status, foi atuar ao lado de um dos mais importantes nomes do esporte. Em entrevista ao programa Altas Horas do apresentador Serginho Groisman, o brasileiro relembrou sua chegada ao clube catalão e admitiu ter tido vergonha.

Leia também: Neymar cogita jogar no Real Madrid ou nos dois gigantes de Manchester

"No meu primeiro ano do Barcelona, eu estava em um momento muito ruim, de adaptação, jogando mal e não estava tão confiante. Eu me lembro de um jogo do Barcelona no qual eu estava meio chorando, porque eu não tinha feito um bom primeiro tempo. E o Messi viu que eu estava triste, completamente cabisbaixo, e começou a falar comigo: 'Você tem que ser você, seja você, como você era no Santos, jogue o seu futebol, dribla, chuta, não precisa ficar intimidado porque eu estou aqui, ou porque o Iniesta, Chaves...'", contou Neymar Jr.

"E querendo ou não, você fica um pouco retraído. Eu cheguei no Barcelona , estavam os meus ídolos, o Messi, que era o maior deles. Você fica com um pouco de vergonha de falar com eles. E depois que ele me falou isso, eu comecei a me soltar, fiquei feliz e comecei a demonstrar meu futebol, a ter confiança. Imagina o principal jogador do time te dando total confiança para você fazer o que você tem que fazer. E foi onde eu relaxei e a gente começou uma amizade muito grande. Eu levo isso junto comigo, porque você vê a humildade de um cara que ganhou tudo, que é o melhor de todos", completou.

Polêmica com Cavani no PSG

A polêmica entre Neymar e Cavani deu o que falar na imprensa mundial esportiva
Reprodução
A polêmica entre Neymar e Cavani deu o que falar na imprensa mundial esportiva

No mesmo programa, o camisa 10 do Paris Saint-Germain ainda comentou sobre os desentendimentos que teve com o uruguaio Edinson Cavani. “Se fala mais do que é, na verdade. Claro que a gente teve um certo atrito, mas resolvemos isso logo após. Três dias depois, a gente sentou e conversou. Somos dois grandes jogadores, mas também somos homens e tínhamos que resolver isso no pessoal, sem contar para ninguém. Mas as coisas aumentam, acho que porque o que vende é isso: as pessoas aumentarem as histórias, falarem coisas que não devem. E isso te tira do foco, tira a sua concentração", afirmou Neymar .

    Leia tudo sobre: Lionel Messi
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.