Tamanho do texto

André Villas-Boas ocupava o 43.º lugar do Rali Dakar na categoria carros, quando sofreu um acidente no deserto de San Juan de Marcona, no Peru

André Villas-Boas é ex-treinador do Porto, Chelsea, Inter, Tottenham e Shanghai SIPG
John Powell/Getty Images
André Villas-Boas é ex-treinador do Porto, Chelsea, Inter, Tottenham e Shanghai SIPG

O técnico André Villas-Boas havia deixado os gramados de lado para realizar o sonho de competir no Rali Dakar . No entanto, nesta última terça-feira (9), o carro no qual o ex-treinador do Chelsea e seu companheiro, o compatriota Ruben Faria estavam, bateu com o solo. Segundo informações da TVI , o veículo perdeu o controle após impulso em uma duna.

LEIA TAMBÉM: Messi? Neymar? CR7? Nada disso! Jogador mais rico do mundo é de Brunei

Villas-Boas, que também é ex-treinador do Porto, Inter, Tottenham e Shanghai SIPG, foi rapidamente resgatado por um helicóptero e levado para um hospital. O Rali Dakar teve início em Lima, capital do Peru e seu fim seria em Córdoba, na Argentina, enquanto o acidente aconteceu no deserto peruano de San Juan de Marcona. O português, de 40 anos de idade, teria sofrido uma lesão nas costas e passará por mais exames.

"Quando encontrou uma duna, o carro subiu e acabou por bater de frente no chão. O André foi transportado para o hospital com uma dor nas costas. É uma pena, especialmente porque o André estava fazendo uma estreia muito boa", disse o team manager da Overdrive Racing, equipe do técnico, ao jornal HLN .

LEIA TAMBÉM: Se sentindo desvalorizado, Ibrahimovic acusa imprensa sueca de racismo

Declaração de Villas-Boas

Em seu Instagram, o técnico e agora piloto tranquilizou os fãs e amigos. "Só para avisar a todos que ambos eu e Ruben estamos seguros e de volta ao bivaque. Nós pulamos uma duna e batemos a frente do carro primeiro. Infelizmentemente, o Dakar terminou para nós. Mais sorte da próxima vez! Obrigado a todos por suas amáveis mensagens de apoio", escreveu.

LEIA TAMBÉM: Jogador pode ser preso na Arábia Saudita por fazer comemoração igual de Pogba

Do futebol para o automobilismo

Em novembro de 2017, André Villas-Boas anunciou a rescisão de seu contrato com o Shanghai SIPG, time da China. Na ocasião, ele justificou a saída do clube para correr o Rali Dakar. No entanto, ele ainda deixou claro de que não se tratava de um abandono à carreira de técnico e sim, uma pausa.

"Esta ideia de fazer o Dakar esteve presente nos meus sonhos desde quando era pequeno. Acompanhava pela TV todas as provas. Era sagrado para mim. A paixão pelo esporte a motor vem de muitos anos. Minha família sempre esteve ligada ao automobilismo ", chegou a dizer o ex-treinador em entrevista à Folha antes do início da corrida.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.