Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Internacional visa o primeiro lugar geral da Libertadores

Clube gaúcho tem bom desempenho no torneio e quer primeiro lugar geral para obter vantagem na próxima fase

Gazeta Esportiva |

A campanha do Internacional na Libertadores, na frieza dos números, não tem retoques a serem feitos. São três vitórias e um empate. Doze gols marcados e somente dois sofridos. Esse desempenho dá ao clube a quarta melhor campanha da competição até o momento. Os objetivos são maiores, ainda faltam dois jogos e a equipe planeja terminar no topo para decidir sempre em casa independente do adversário nas fases seguintes.

"O Inter está conseguindo manter a regularidade. A Libertadores requer atenção total. A seriedade que o grupo tem, o estágio que vai alcançar falta muito ainda. Os passos têm sido dados de forma correta', opinou o capitão Bolívar, com a experiência de dois títulos da competição no currículo. "O objetivo é classificar em primeiro. Isso dá vantagem do segundo jogo em casa e facilita bastante", opinou.

Cruzeiro (13 pontos), o Junior de Barranquilla (12 pontos) e o Libertad (11 pontos) estão na frente do Inter na classificação geral. Os dois primeiros possuem somente um jogo por fazer, enquanto os paraguaios e os gaúchos entrarão em quadra mais duas vezes.

Apesar da situação privilegiada, a classificação matemática não está assegurada. A fragilidade do Jorge Wilstermann, zerado no torneio, deu a possibilidade de Emelec e do Jaguares ainda terem a possibilidade de ultrapassarem o Inter. Nos seis pontos que ainda tem por disputar, o time precisa somar um único ponto para garantir o avanço.

Cauteloso, o técnico Celso Roth prefere pensar nesse ponto que falta do que em objetivos mais pretensiosos. "Nossa intenção é a classificação. Se conseguirmos uma campanha boa e fizermos uma partida de alto nível contra o Jaguares, aí, sim, pensaremos nessa possibilidade. Nosso primeiro objetivo é a classificação", explicou o treinador.

Leia tudo sobre: copa libertadores 2011internacional

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG