Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Internacional rejeita rótulo de favorito no clássico Gre-Nal

Bolatti vai encontrar o Grêmio pela primeira vez e diz que sonha em ganhar Gaúcho, Brasileiro e Recopa

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

A derrota para o Peñarol deixou todos com um pé atrás no estádio Beira-Rio. Embora se mostre um time mais encorpado e tenha feito mais pontos na Libertadores, o Inter rejeita o rótulo de favorito para o clássico Gre-Nal do próximo domingo.

“Nos clássicos, vivi vários, e sempre me perguntaram quem chega melhor, mas quando entra em campo não se nota quem está melhor ou pior. São jogos diferentes. Durantes os 90 minutos é o que menos vale. Tem outro sabor, se joga de outra forma. O objetivo agora é o Gauchão”, disse Bolatti.

Gabriel Cardoso
Argentino ficou frustrado com a derrota na Libertadores, mas quer o foco no futuro
O argentino traz a experiência do competitivo futebol de seu país. Ele conta que já viveu clássicos por lá, mas também já sentiu que a rivalidade é muito grande entre os dois maiores gaúchos.

“Acho que é uma das maiores (rivalidades que já vi), sim. Grêmio e Inter são duas grandes equipes, com história, com títulos. Já joguei clássicos na Argentina como Huracán e San Lorenzo, Belgrano e Talleres; e já estou acostumado. O mais importante é ganhar. Vi que na cidade são todos Inter ou Grêmio. É muita rivalidade, um clássico importantíssimo. Tem muita paixão, assim como na Argentina. Isso é muito bonito. Estou em um dos clubes mais importantes da América e tenho que agradecer a Deus pela chance de jogar um Gre-Nal”, comentou.

Bolatti vai estrear no clássico. Ele ficou fora da final do segundo turno, pois estava suspenso. Sem a Libertadores, o objetivo é ganhar o Brasileirão e a Recopa.

“Tinha o sonho de jogar a Libertadores e ganhar; mas também vim com esse sonho sobre o Brasileirão, sobre ganhar a Recopa. Lamentamos o que passou, mas não podemos ficar com isso”, projetou.

O volante Guiñazu, suspenso, será o único desfalque do técnico Falcão. A expectativa é se ele voltará a usar o esquema tático com dois atacantes, depois de ter sido muito criticado por deixar Leandro Damião sozinho na frente no jogo contra o Peñarol. Uma provável escalação tem Renan; Nei, Bolívar, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Tinga, Andrezinho e D´Alessandro; Rafael Sobis (Oscar) e Leandro Damião.
 

Leia tudo sobre: InternacionalBolatti

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG