Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Internacional leva susto, mas goleia o Jorge Wilstermann

Time boliviano saiu na frente com um gol bem cedo, mas os gaúchos conseguiram a virada logo em seguida. Equipe lidera o grupo

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

AFP
Leandro Damião comemora o segundo gol do Inter
A zebra chegou a dar as caras na altitude boliviana, mas não durou muito tempo. O Jorge Wilstermann conseguiu fazer um gol no Inter, mas tropeçou nas próprias pernas e ficou pouco tempo com a vantagem. Pela terceira rodada da Libertadores o Inter goleou o adversário por 4 a 1.

O zagueiro Brown colocou o Wilstermann na frente logo aos 7 minutos, mas o mesmo jogador tratou de igualar tudo com um gol contra aos 15 minutos. Leandro Damião, aos 19 minutos e Zé Roberto, aos 25 trataram de decidir o placar ainda na primeira etapa. O lateral-esquerdo Kléber fechou o marcador aos 36 minutos da etapa final.

Celso Roth escalou o time com três volantes e Oscar na armação de jogadas. Coube a Tinga atuar mais avançado e ajudar o garoto. Bolívar e D´Alessandro, ainda machucados, foram os desfalques.

O time entrou assustado em campo, sofreu uma pressão inicial e levou um gol. O empate veio sem que o Inter sequer chutasse a gol, pois os bolivianos marcaram contra. Daí pra frente o domínio foi todo brasileiro e os gols de Damião e Zé Roberto garantiram os três pontos ainda na primeira etapa. Com a vantagem no placar o Inter tratou de levar o segundo tempo com tranquilidade. Assim não sofreria tanto com os efeitos da altitude. Ainda deu tempo para Kléber marcar o quarto gol.

Com 7 pontos em 3 jogos, os gaúchos fecham o primeiro turno da fase de grupos na primeira colocação. Isso porque o Emelec derrotou o Jaguares na outra partida da chave nesta quarta-feira.

A delegação se reapresenta na quinta-feira e no sábado, às 16 horas, o Inter recebe o Novo Hamburgo pelo Gauchão. O time volta a encontrar o Wilstermann dia 30, desta vez no estádio Beira-Rio.

O jogo:
O Wilstermann assustou antes do primeiro minuto de jogo. Lauro teve de jogar pra escanteio a cabeçada de Toscanini. O dono da casa chegou ao gol cedo. Aos 7 minutos Ojeda cobrou falta e Brown desviou para fazer 1 a 0.

O empate do Inter não tardou. Oscar avançou pela esquerda, aos 15 minutos, e o mesmo zagueiro Brown, outra vez de cabeça, marcou (desta vez contra). Também não demorou para o Inter dar a volta. Aos 19 minutos Leandro Damião completou, de cabeça, o lançamento de Guiñazu: 2 a 1.

Damião mostrou logo sem erguida que também sabe ser um bom garçom. Aos 25 minutos ele ganhou do zagueiro e rolou para Zé Roberto, sem goleiro, marcar. Aos 32 Zé Roberto tentou retribuir o presente, mas o goleiro segurou o chute de Damião. Oscar ainda arriscou um chute de longe antes do intervalo.

O Wilstermann tentou uma resposta com 4 minutos da segunda etapa. O cruzamento passou pelo goleiro Lauro e quase entrou na meta. Aos 8 foi a vez de Oscar lançar e o goleiro salvar o chute de Zé Roberto. Dois minutos depois o garoto fez grande cruzamento e Leandro Damião cabeceou para fora.

Administrando a vitória e os efeitos da altitude o time de Roth seguiu levando o jogo sem correr perigo. Aos 27 Bolatti chutou fraco e Cavenaghi quase completou para o gol. Mosquera ainda quase diminuiu o placar, o chute passou por Lauro, mas foi pra fora. O Inter voltou a marcar no contragolpe: Andrezinho abriu para Kléber e o lateral fez 4 a 1 aos 36 minutos da segunda etapa.

FICHA TÉCNICA - JORGE WILSTERMANN 1 X 4 INTERNACIONAL

Local: Estádio Félix Capriles, em Cochabamba (Bolívia)
Data: 16 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Enrique Cáceres (Paraguai)
Auxiliares: Nicolás Yegros e César Franco.
Cartão amarelo: Lucas Fernandez, Cristian Machado (Jorge Wilstermann); Zé Roberto (Internacional)

GOLS:
Jorge Wilstermann: Brown, aos 7 minutos do primeiro tempo.
Internacional: Brown (contra), aos 15 minutos do primeiro tempo; Leandro Damião, aos 19 minutos do primeiro tempo; Zé Roberto, aos 25 minutos do primeiro tempo; Kléber, aos 36 minutos do segundo tempo.

JORGE WILSTERMANN: Mauro Machado; Lucas Fernández, Juan Ignacio Brown, Juccelio Donizette e Juan Carlos Ojeda (Nicolás Mosquera); Gregorio Abregu, Cristian Machado, Víctor Hugo Melgar (Amilcar Sanchez), e Luis García Uribe; Jesús Toscanini e Lucas Fernandez (Fábio Mineiro).
Técnico: Marcelo Nevlef.

INTERNACIONAL: Lauro; Nei, Sorondo, Rodrigo e Kléber; Bolatti, Guiñazu, Tinga (Wilson Matias) e Oscar (Andrezinho); Zé Roberto e Leandro Damião (Cavenaghi).
Técnico: Celso Roth.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG