Tamanho do texto

Corinthians tenta renovar o contrato do jogador, pois o vínculo está terminando no fim do ano

A diretoria do Inter confirma que Jorge Henrique , atacante do Corinthians , é um nome que interessa ao clube. As duas partes estariam estudando uma troca Jorge Henrique-Andrezinho. O atacante, que não vem sendo muito utilizado iria para Porto Alegre, enquanto o meia-atacante seria cedido ao clube paulista.

Um dos grandes empecilhos para o negócio sair é o prestígio que Andrezinho tem com Falcão. O meia foi titular absoluto do treinador. Ele fraturou a fíbula no último clássico Gre-Nal, e ficará quase um mês afastado dos gramados.

Outra alternativa seria assinar um pré-contrato. O vínculo de Jorge Henrique com o Corinthians termina em dezembro. Em julho ele já poderia negociar com outro clube.

"As conversas nas últimas semanas têm sido boas, temos a palavra do Jorge Henrique de que ele quer renovar, mas não podemos esperar muito para assinar esse novo contrato. O quanto antes a gente quer bater o martelo sobre esse assunto", disse Edu Gaspar, gerente de futebol corintiano.

O Corinthians não tem interesse de perdê-lo para a disputa do Brasileiro. Ainda de acordo com o cartola corintiano, as conversas entre a diretoria e o jogador estão bem encaminhadas para chegarem a um acordo de renovação nas próximas semanas. Ele descarta que possa haver uma troca com o Inter para ter Andrezinho no Brasileiro.

"O Jorge Henrique tem contrato e nós temos interesse nenhum em envolvê-lo numa negociação. O Andrezinho é um grande jogador, mas nós não queremos perder o Jorge", disse Edu.

O Inter perderá Rafael Sobis, que tem o empréstimo terminando no fim do mês. Os gaúchos já trouxeram Gilberto, ex-Santa Cruz; Siloé, ex-Horizonte-CE; e encaminharam a contratação do também atacante Jô, destaque do Cruzeiro-RS no Gauchão. Jorge Henrique seria um jogador de maior afirmação para suprir a ausência de Sobis.

Tite é fã de Andrezinho e o Corinthians, no final de 2010, sondou o Inter sobre a possibilidade de contar com ele já para a disputa da Libertadores deste ano. Sem sucesso na época, o clube acabou deixando o assunto de lado.

*Com Bruno Winckler, iG São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.