Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Internacional afasta os empresários durante a Copa Libertadores

Presidente do clube gaúcho avisa que não fará negócio durante a competição sul-americana

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

O recado foi dado pelo presidente Giovanni Luigi. Oscar pode jogar muito, Damião pode empilhar gols, mas ele não quer saber de falar em negociações durante a disputa da Copa Libertadores.

“Enquanto tivermos a Libertadores não quero saber de proposta ou sondagem. Não atenderei empresários ou representantes”, disse o presidente do Inter.

Ele já admitiu, em outra ocasião, que pode vender Leandro Damião em caso de uma boa oferta. Sondagens já chegaram de vários lugares. Com Oscar não é diferente. Mas Luigi não quer que nada atrapalhe o desempenho do time de Celso Roth na busca pelo tricampeonato da competição sul-americana.

O campeonato terminará dia 22 de junho, o Inter pretende estar na decisão, portanto antes disso o clube não aceitará abrir tratativa por qualquer atleta. Restará aos interessados esperar. Ou secar o Inter para que o clube saia logo da Libertadores.

Leandro Damião renovou o contrato no início do ano. Ele tem uma multa rescisória de 50 milhões de euros (R$ 116 milhões). Oscar também tem valor elevado. Sua multa para o futebol do exterior é de 50 milhões de dólares (R$ 81 milhões). O Inter até pode perder um dos dois no segundo semestre, mas renderá um bom dinheiro aos cofres do Beira-Rio.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG