Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter vive dilema: time perde experientes, mas teme usar jovens

Facão tem poucas opções para escalar a equipe gaúcha. Pelo critério do treinador são só 20 jogadores

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Poderia ser uma tarefa de gincana, mas é o trabalho do técnico Falcão. O comandante do Internacional tem encontrado muita dificuldade para escalar o time. O motivo? A falta de opções.

São dois jogadores na seleção brasileira sub 20, outros quatro no departamento médico. Além disso, os reforços não chegam e o treinador reluta em usar os garotos do time júnior. O resultado? Um labirinto sem saída.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Falcão sofreu com os desfalques no domingo e viu o Inter levar 3 a 0 do São Paulo. Ele prefere não pedir mais reforços de forma pública, mas fica evidente que o treinador não está tendo o que fazer.

“Não era jogo pra eles. Não podia correr risco. Fiz questão de levar para a concentração pra que eles vissem como era. Alguns momentos tive a coceira de colocar eles no segundo tempo, mas tem que ter todo cuidado porque ainda não estão prontos”, disse o treinador, sobre os garotos do time júnior, que foram para a concentração, mas não enfrentaram o São Paulo.

Os meias João Paulo e Marquinhos e o atacante Lucas Roggia são os garotos em questão. Estão sendo preparados para entrar no time, mas se considera que ainda não estão prontos.

O zagueiro Juan e o meia Oscar foram convocados pela seleção brasileira sub 20. Só voltam no fim de agosto. Os zagueiros Rodrigo e Sorondo são os integrantes do departamento médico, enquanto Andrezinho e Tinga recém deixaram o hospital, mas ainda não estão com a condição física ideal.

Levando em conta o critério de quem está pronto e quem não está, Falcão só tem 20 opções para montar um time e um banco de reservas. Confira o que restou para o treinador:

Goleiros: Muriel, Renan e Lauro
Zagueiros: Bolívar e Índio
Lateral-direita: Nei
Lateral-esquerda: Kléber
Volantes: Bolatti, Glaydson, Guiñazu, Tinga e Wilson Matias
Meias: Fabrício, D´Alessandro, Andrezinho e Ricardo Goulart
Atacantes: Leandro Damião, Zé Roberto, Gilberto e Alex

O goleiro Agenor, os zagueiros Rodrigo Moledo e Dalton, e o lateral-direito Alisson também fazem parte do grupo principal, mas receberam escassas chances no time.
 

Leia tudo sobre: InternacionalBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG