Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter vence o Atlético-GO sem sustos e já briga por Libertadores

Equipe chega à sexta colocação na tabela com os resultados da rodada, ultrapassando o São Paulo

Gazeta |

O duelo entre Atlético-GO e Inter tinha tudo para ser protagonizado pelos goleiros, e realmente foi, mas negativamente. Com falha de Márcio , que vinha tendo uma atuação exemplar, o Inter encontrou seu gol aos 15 minutos do segundo tempo, dos pés de Kléber , em pleno Serra Dourada. Com a vitória, o sonho da Copa Libertadores fica ainda mais palpável, já que o São Paulo ficou só no empate contra o Vasco e, agora com 51 pontos, o Inter fica na sexta colocação, a apenas um ponto do G-5.

Confira a classificação do Brasileirão

Depois de um primeiro tempo com muitos lances ousados de ambos os lados, em que Márcio e Muriel tiveram grande destaque, a segunda etapa foi sonolenta, mas teve o único gol da partida. Se no primeiro tempo os goleiros seguraram tudo, o do Atlético deu azar e fez reverter seu crédito acumulado em um resultado que mantém a equipe na 12ª colocação, ainda com o objetivo de alcançar a Copa Sul-americana, mas sem cumprir a meta "anti-rebaixamento' entoada pelo técnico Hélio dos Anjos.

No retorno de Leandro Damião , o Inter não jogou em função de seu artilheiro como costumava ser, talvez para preservá-lo do desgaste e tê-lo inteiro na reta final. O recurso do time gaúcho foram as jogadas pelas laterais, ora com Kléber, ora com Tinga, que deu uma de ala e cruzou pelo menos três bolas perigosas que foram desviadas pela defesa atleticana.

null

O Jogo

O primeiro tempo pode ser resumido em dois nomes: Márcio e Muriel. Na base de defesas difíceis, elasticidade e técnica apurada, não deixaram nenhum atacante comemorar gols. Os donos da casa foram mais intensos no início, tanto que obrigaram o Inter a tocar a bola de lado no campo de defesa,  sem espaço para avançar.

Logo aos 14 minutos, se aproveitando de uma falha grotesca de marcação do Inter, Felipe apareceu livre pela direita para receber a bola e fazer o cruzamento na medida para Anselmo, que bateu de primeira e viu Muriel fazer a primeira grande defesa.

Márcio ainda não havia exigido, mas contou com a sorte para evitar que o Inter abrisse o placar aos 18 minutos. Andrezinho observou o goleiro adiantado e bateu de longe mesmo, por cima de Márcio, que viu a bola beliscar o travessão e sair pela linha de fundo. No lance seguinte, o camisa 1 do Atlético-GO saiu debaixo das traves para assustar Muriel em cobrança de falta, mas bater por cima do gol.

O goleiro do Inter brilharia em mais uma finalização de Anselmo, que vinha tendo uma atuação impecável. Em bela jogada de Ernandes, que puxou o contra-ataque, entrou à toda na área dos gaúchos e rolou para trás, o atacante chutou nas mãos de Muriel, que ainda teve mais trabalho aos 34, após cruzamento de Rafael Cruz, quando se adiantou para evitar maiores sustos.

Futura Press
Atlético perde em casa e Internacional chega à sexta colocação

No que era o melhor momento do Atlético-GO na partida, foi o Inter quem quase ficou em vantagem no placar. E foi justamente em um cabeceio precioso do astro Leandro Damião, que retornava ao time depois de mais de um mês no estaleiro devido a uma lesão muscular, que os gaúchos chegaram perto do gol. Após cruzamento de Tinga, Damião subiu mais alto e Márcio salvou. No minuto seguinte, foi com Oscar que o Inter quase passou à frente no placar, mas houve nova defesa de Márcio.

O segundo tempo começou em um ritmo muito mais lento do que o primeiro, tanto que poucas chances foram criadas pelos times, nenhuma com riscos para os eficientes arqueiros. Apenas com Marino, aos cinco minutos, em finalização por cima do gol, Oscar, aos doze, após tabela com Kléber, e novamente Marino, que cruzou pela esquerda e viu Muriel se adiantar para praticar a defesa no minuto seguinte.

A falta de vibração da partida parece ter esfriado o goleiro Márcio, que falhou e cedeu o primeiro gol aos visitantes. E foi fácil marcar. Após passe de Oscar na grande área, Kléber fez o domínio e não encontrou dificuldades para penetrar na vulnerável defesa do Atlético. A batida forte, por baixo do goleiro, tomou as redes e fez abrir o placar para o Inter aos 15 minutos do segundo tempo.

Nos minutos finais da partida ainda haveria certa pressão por parte do Internacional, que se aproveitou do fato do Atlético-GO ter se atirado à frente em busca do empate. Aos 22 minutos, após falta cobrada por Andrezinho, o argentino Bolatti subiu mais alto que a marcação, mas viu o acordado Márcio fazer outra bela defesa. Dez minutos depois, em outra oportunidade criada por Oscar, Andrezinho atirou por cima do gol e não conseguiu aumentar a vantagem no Serra Dourada.

Hélio dos Anjos trocou a dupla de ataque, deixando Diogo Campos e Marcão em campo sendo servidos pelo assediado Vítor Júnior. Nem assim o Atlético-GO pôde igualar o placar. E foi nesse momento em que Muriel voltou a ser personagem importante do duelo, já que demorou para repor a bola e ajudou o time no aguardo do apito final, sem grandes sustos.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 0 X 1 INTER

Local: Estádio Serrá Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 30 de outubro de 2011, domingo
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcos André Gomes (ES)
Assistentes: José Maciel Linhares e (ES) e Helberth Costa Andrade (ES)
Cartões amarelos: Inter - Leandro Damião, Sandro Silva e João Paulo ; Atlético-GO - Rafael Cruz, Gilson, Julinho e Marino

GOL: Inter - Kléber, aos 15 minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-GO: Márcio; Rafael Cruz, Gilson, Anderson e Ernandes; Marino, Pituca, Bida (Diogo Campos) e Vítor Júnior; Anselmo (Marcão) e Felipe (Julinho)
Técnico: Hélio dos Anjos

INTERNACIONAL: Muriel; Sandro Silva, Bolívar, Juan e Kleber; Bolatti, Guiñazu, Tinga (João Paulo), Andrezinho (Elton) e Oscar; Leandro Damião (Fabrício)
Técnico: Dorival Junior

Leia tudo sobre: brasileirão 2011internacionalatlético-go

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG