Tamanho do texto

Clube segue sem contrato assinado para reiniciar obras do Beira-Rio, mas afirma que não vai se apressar

O Inter não vai acelerar seu processo de assinatura de contrato com a Andrade Gutiérrez por conta da Copa das Confederações 2013. O presidente Giovanni Luigi acha que a escolha das sedes, cujo anúncio será feito dia 20 de outubro, passa muito mais por interferência política.

“Tem muita interferência política. Sei, por exemplo, que Recife está com bastante influência”, disse.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

O Inter ainda negocia com a construtora parceira para retomar as obras . Os operários não trabalham no Beira-Rio há mais de três meses. Atualmente, o clube está revisando o contrato. Se não encontrar nenhum empecilho, ele poderá ser assinado no fim da próxima semana, ou até mesmo depois do dia 20.

A Andrade Gutiérrez foi a empresa escolhida para ser a parceira do clube no finaciamento da obra. Em troca, ganha direito de explorar setores do estádio por até 25 anos.

“Nosso estádio está aqui. Por mais que tenha que reformar as arquibancadas, colocar cadeiras, mas nosso estádio está aqui”, argumentou Luigi.

A capital gaúcha é uma das candidatas a sediar jogos da competição que serve de teste para a Copa do Mundo de 2014.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e comente sobre as obras do estádio