Tamanho do texto

Jurídico tenta liberar meia para jogar, mas não descarta que caso se arraste até fases finais da Libertadores

Disputa judicial impede Oscar de entrar em campo
Gazeta Press
Disputa judicial impede Oscar de entrar em campo
Embora toda a pressão do São Paulo , Oscar deve seguir treinando no Internacional . Após o clube paulista enviar uma notificação ao presidente Giovanni Luigi e inclusive divulgar a mesma em seu site oficial , alegando que o Inter estaria aliciando o jogador , o clube gaúcho decidiu não mudar nada.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“É um jogador maior de idade, conseguiu romper vínculo com o São Paulo , escolheu trabalhar no Inter. Aliciar é outra coisa, é ludibriar alguém. Chega a ser hilário dizer que estamos aliciando o jogador. Ele tem um contrato bem mais vantajoso no Internacional. Está lá treinando, fazendo seu trabalho normal, esperando retomar a condição de jogo”, disse o advogado Rogério Pastl.

Veja também: Mesmo sem vitória, Inter consegue vaga antecipada no Gauchão

Os dirigentes do Inter sequer fizeram uma nova consulta ao departamento jurídico para definir sobre a utilização ou não do jogador. Desde o início da semana, o meia treina no Beira-Rio , embora a decisão do TRT paulista determine que ele deveria voltar ao São Paulo , de onde saiu em 2009.

O Inter tenta reverter a decisão para que o contrato de Oscar, que vai até 2016, volte a ser registrado na CBF. André Ribeiro, advogado do jogador, teve negado um recurso no mesmo TRT-SP para depositar em juízo os R$ 4,5 milhões (equivalente ao valor da multa rescisória do contrato com o São Paulo).

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Embora todo o esforço para reverter o caso, os representantes do Inter admitem que a situação pode se arrastar. O Inter já trabalha até com o prazo de contar com o jogador apenas para uma eventual semifinal de Libertadores, que seria disputada no mês de junho. 

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.