Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter tenta superar obstáculos na estreia da Copa Libertadores

Celso Roth e jogadores reclamam do calendário e admitem que o time vai pegar o Emelec longe da forma ideal

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

Alexandre Lops/AI Internacional
Nei (centro) marcou contra o Emelec em 2010
O Inter terá de superar as adversidades logo na estreia da Libertadores. Há menos de um mês treinando, o elenco ainda não está na melhor das condições para enfrentar o Emelec nesta quarta-feira, às 22 horas.

“Ninguém está 100% e já tem um jogo importante. Temos que superar a viagem e a sequência de jogos”, explicou o lateral-direito Nei em entrevista para a Rádio Bandeirantes.

Em 2010, o time teve muitas dificuldades no primeiro jogo. No dia 23 de fevereiro, contra o mesmo Emelec, no Beira-Rio, a vitória foi de virada: 2 a 1. Alecsandro fez o segundo gol após os 40 minutos da etapa final.

Quem mais reclama do calendário é o técnico Celso Roth. Por diversas vezes ele fez questão de ressaltar que a preparação não é feita da forma adequada, por conta do excesso de jogos no calendário.

O Inter se reapresentou dia 20 de janeiro, após os 30 dias de férias. O elenco fez uma pequena pré-temporada em Porto Alegre e acabou antecipando a estreia dos titulares para o dia 3 de fevereiro, contra o Juventude. O planejamento era treinar por mais tempo, mas, como a estreia na Libertadores já seria dia 16, o clube procurou um meio termo a fim de não chegar nem tão desgastado e nem tão fora de ritmo para a estreia.

Celso Roth já foi um grande crítico do calendário durante a temporada de 2010. Enquanto se preparava para o Mundial, o Inter acabou poupando os titulares em vários jogos do Brasileirão. O clube acabou ficando sem o título das duas competições.

Em 2011, o planejamento se repete. Enquanto os titulares vão jogar a Libertadores, o Inter B disputa o Gauchão. O time de Roth jogará o campeonato estadual apenas quando achar necessário.

A escalação para enfrentar o Emelec ainda não foi confirmada. Rodrigo poderia ganhar uma vaga na defesa. Bolatti é cotado para entrar no meio de campo e Cavenaghi espera por uma chance na frente. A escalação mais provável tem: Lauro; Nei, Índio, Sorondo e Kléber; Wilson Matias (Bolatti), Guiñazu, Tinga e D´Alessandro; Zé Roberto e Leandro Damião.
 

Leia tudo sobre: InternacionalNeiCopa Libertadores 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG