Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Inter suporta pressão, empata e avança na Libertadores

2 a 2 com Once Caldas foi suficiente para time de D'Alessandro se classificar à fase de grupos

iG Porto Alegre |

AP
Tinga, substituto de Dagoberto, fez o segundo gol do Inter no empate com o Once Caldas
O sonho do tri da América ainda é possível virar realidade para o Internacional . Na noite desta quarta-feira, apesar da pressão do Once Caldas, o empate em 2 a 2, em Manizales, na Colombia, foi suficiente para a classificação à fase de grupos da Libertadores.

Veja os resultados, todos grupos e os próximos jogos da Libertadores

Graças ao resultado combinado com a vitória por 1 a 0, na semana passada, no Beira-Rio. Então, o time brasileiro, que eliminou o algoz de outros três compatriotas, irá para a Chave 1 e, no próximo dia 9, às 20h, em casa, enfrenta o Juan Aurich (Peru). Santos e The Strongest (Bolívia) completam o quarteto.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Agora, o Inter retoma as atenções ao Gauchão. Tem Gre-Nal no domingo.

O jogo

Foi um começo assustador. No primeiro lance de ataque do Once Caldas, o árbitro Francisco Chacón marcou pênalti de Nei em Beltran. Lance duvidoso. Núñez bateu, aos três minutos, e abriu o placar. Não fosse a sorte em bate-rebate e posterior bola na trave de Muriel, na jogada seguinte, e a vantagem obtida em Porto Alegre teria ido para o espaço.

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

Só a partir dos dez minutos foi possível ver o significado da ausência de Dagoberto, que não teve condições de começar a partida devido à lesão no tornozelo esquerdo, e a presença de Tinga. Com toque de bola envolvente, comandado por D’Alessandro, o Inter tinha facilidade para chegar ao gol de Martínez.

Então, com uma cavadinha, o gringo surpreendeu a zaga e achou Oscar livre. O meia caiu dentro da área. Outro pênalti duvidoso. D’Ale bateu e empatou. Era 11 minutos e a vantagem estava retomada, mas o Inter continuou pressionando. Virou aos 21 com Tinga após linda troca de passes entre Kleber, Oscar e D’Alessandro.

Quando o jogo parecia tranquilo, o Once Caldas teve força para igualar o placar novamente três minutos depois com González. E a tática de chutar de qualquer distância provocou sustos a todo momento. Sorte que a pontaria não era das melhores...

O segundo tempo, então, começou com o Inter podendo sofrer mais um gol sem perder a classificação. Não aconteceu. É verdade que Muriel teve trabalho, o time cansou, sentiu a altitude e sofreu pressão. Mas o Once Caldas não soube marcar.

E, no contragolpe, o Inter sempre levou perigo. D’Alessandro, Leandro Damião e Dagoberto desperdiçaram chances incríveis. Menos mal que não fizeram falta...

FICHA TÉCNICA
ONCE CALDAS 2 X 2 INTERNACIONAL

Local: Estádio Palogrande, em Manizales (Colômbia)
Data: 1/2/2012
Horário: 22h
Árbitro: Francisco Chacón (México)
Auxiliares: José Luis Camargo e Juan Rangel (México)
Cartões amarelos: ; Nei, Oscar, Muriel (Internacional)

Gol:

Once Caldas: Núñez, aos 3 minutos, González, aos 24 minutos do primeiro tempo

Internacional: D'Alessandro, aos 11 minutos, Tinga aos 21 minutos do primeiro tempo.

ONCE CALDAS: Martínez; Ramos, Acosta, Amaya e Casierra (Cuero); Rivas, González, Alvarez (Del Valle) e Núñez; Beltran (Reinoso) e Pajoy. Técnico: Pompilio Páez.

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Índio, Rodrigo Moledo e Kleber; Guiñazu, Bolatti, Tinga (Elton), D'Alessandro e Oscar (Fabrício); Leandro Damião (Dagoberto). Técnico: Dorival Júnior.

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos 

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG